Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Ranking exclusivo

Séries nacionais sem dinheiro público são mais vistas na TV paga

Adalberto Pygmeu/GNT

A atriz Bianca Comparato aparece careca no episódio desta segunda (18) de Sessão de Terapia, série do GNT - Adalberto Pygmeu/GNT

A atriz Bianca Comparato aparece careca no episódio desta segunda (18) de Sessão de Terapia, série do GNT

DANIEL CASTRO

Publicado em 17/11/2013 - 17h54
Atualizado em 19/11/2013 - 15h50

[Atualização: por um erro da Redação, a série Meu Passado Me Condena, do Multishow, não foi incluída no ranking original. O texto abaixo foi corrigido após a publicação]

A TV paga vive um boom de séries nacionais, graças à lei que obriga os canais de entretenimento a exibirem três horas e meia por semana de conteúdo brasileiro no horário nobre. A maioria dessas produções conta com incentivo fiscal.

Mas são as séries feitas com "dinheiro bom", sem recursos públicos, as que mais se destacam no gosto do telespectador. Levantamento inédito, obtido com exclusividade pelo Notícias da TV, mostra que são brasileiras sete das 21 primeiras posições entre séries mais vistas da TV paga na primeira semana de novembro (do dia 3 ao dia 10), na faixa das 20h à 0h. São seis séries nacionais, já que Sessão de Terapia ocupa duas posições entre as 21 líderes. 

Dessas seis produções, apenas uma, Se Eu Fosse Você, da Fox, foi feita com recursos públicos _R$ 5,9 milhões. As outras cinco foram todas realizadas com dinheiro dos próprios canais: Adorável Psicose, do Multishow, em honrável quarto lugar; Meu Passado Me Condena, também do Multishow, na sexta posição; Sessão de Terapia (GNT) das quartas, em sétimo, e Sessão de Terapia das quintas em 13°; a reprise da erótica Uma Rua Sem Vergonha (Multishow) no 15° posto; e Sem Análise (Multishow), com Tatá Werneck, na 19ª posição.

No ranking das séries mais vistas nas nove maiores metrópoles brasileiras, The Walking Dead lidera. Merece destaque também a estreia da ficção científica Under The Dome, no TNT, em quinto. Nem todos os episódios mais vistos são inéditos, casos de CSI, CSI: Miami, Grimm, Beauty and The Beast e da já citada Uma Rua Sem Vergonha.

Veja as 21 séries mais assistidas na semana de 3 a 10 de novembro. Os dados de audiência são projeções a partir de percentuais. As informações entre parênteses após no número de telespectadores indicam a temporada (T) e o epsódio (E):

1°. The Walking Dead (Fox): 172.615 telespectadores (T4E04, inédito)

2°. Se Eu Fosse Você (Fox): 133.285 (T1E06, inédito)

3°. American Horror Story: Coven (Fox): 120.175 (T3E04, inédito)

4°. Adorável Psicose (Multishow): 85.215 (T5E05, inédito)

5°. Under The Dome (TNT): 83.030 (T1E01, estreia)

6º. Meu Passado Me Condena (Multishow): 78.660 (T2E02, inédito)

7°. Sessão de Terapia (GNT; quarta): 65.550 (T2E23, inédito)

8°. Revenge (Sony): 63.365 (T3E49, inédito)

8°. Grimm (Universal): 63.365 (T2E21, reprise)

10°. CSI: Miami (AXN): 58.995 (T7E10, reprise)

11°. The Big Bang Theory (Warner Channel): 56.810 (T7E05, inédito)

12°. Marvel's Agents of Shield (Sony): 54.625 (T1E06, inédito)

13°. Sessão de Terapia (GNT, quinta): 50.255 (T2E24, inédito)

14°. Beauty and The Beast (Universal): 48.070 (T1E21, reprise)

15°. CSI (Sony): 45.885 (T11E03, sexta, reprise)

15°. Uma Rua Sem Vergonha (Multishow): 45.885 (reprise)

17°. Mom (Warner Channel): 39.330 (T1E05, inédito)

18°. The Blacklist (Sony): 39.330 (T1E06, inédito)

19°. CSI (Sony): 37.145 (T10E23, terça, reprise)

19°. Crossing Lines (AXN): 37.145 (T1Efinal, inédito)

19°. Sem Análise (Multishow): 37.145 (T1E01, estreia)


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

Web Stories

+
Lançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelaçãoPower Couple Brasil 5 aposta em casais polêmicos e promete barraco e confusão

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você está animado para a nova temporada do No Limite?