LUTO NA TV

Jô Soares morre aos 84
anos: Artista fez história
em Globo, SBT e Record

Morreu na madrugada desta sexta
(5), o apresentador Jô Soares
(1938). O humorista tinha 84 anos e
estava internado no hospital Sírio
Libanês, em São Paulo, desde 28 de
julho para tratar uma pneumonia.

TV GLOBO/CEDOC

A primeira a noticiar nas redes
sociais foi sua ex-mulher, Flávia
Soares. A causa da morte não
será divulgada. No texto de
despedida, ela afirma que Jô se
foi cercado de amor e cuidados.

ZÉ PAULO CARDEAL/GLOBO

José Eugênio Soares nasceu em 1º de janeiro
de 1938, no Rio de Janeiro. Aos 12 anos,
se mudou com a família para a Europa, se
interessou pelas Artes Cênicas na Suíça e
voltou ao Brasil para se tornar artista.

TV GLOBO/CEDOC

O começo da carreira de Jô aconteceu
em 1950, no filme Rei do Movimento
(1954). Em seguida, ele se destacou
no longa O Homem de Sputnik (1959),
de Carlos Manga.

REPRODUÇÃO/REDES SOCIAIS

A estreia na TV foi em 1958, no programa
Noite de Gala, da TV Rio. Na mesma época,
ele escreveu para o TV Mistério, da mesma
emissora. Em seguida, colaborou como
redator para humorísticos da TV Continental.

ZÉ PAULO CARDEAL/GLOBO

Mudou-se para São Paulo em 1960 e começou
a trabalhar na Record: escreveu o Simonetti
Show e atuou em programas como A Família
Trapo, La Reuve Chic, Jô Show, Quadra de
Azes, Show do Dia 7 e Você é o Detetive.

ARQUIVO RECORD

Em 1970, estreou na Globo com Faça
Amor, Não Faça a Guerra, ao lado de
Renato Corte Real --ambos eram
roteiristas e protagonistas de
esquetes de humor.

TV GLOBO/CEDO

Depois de anos de muito trabalho na
Globo, foi para o SBT, em 1987, para
estrear seu próprio programa de
entrevistas: Jô Soares Onze e Meia.
A atração foi ao ar entre 1988 e 1999.

REPRODUÇÃO/SBT

Em 2000, o humorista voltou à empresa de
Roberto Marinho, dessa vez também como
entrevistador, no Programa do Jô. A atração
levou Jô Soares ao posto de principal
apresentador de talk show do país.

RÁMON VASCONCELOS/GLOBO

Além da TV, Jô Soares se destacou
também no teatro, na imprensa e na
literatura. Escreveu crônicas e artigos para
os jornais O Globo, Folha de S.Paulo,
e para as revistas Manchete e Veja.

TV GLOBO/CEDOC

Grande ator, o carioca trabalhou pela última
vez no teatro em 2018, com a peça A noite
de 16 de janeiro. Ele ainda tentava colocar
nos palcos O Livro ao Vivo, obra adaptada
de sua autobiografia O Livro de Jô (2017).

FÁBIO ROCHA/GLOBO

A notícia da morte de Jô comoveu fãs e
famosos, que foram pegos de surpresa,
já que o artista fazia tratamentos no
sigilo, sem chamar a atenção para
os problemas que enfrentava.

ZÉ PAULO CARDEAL/GLOBO

Em amor e agradecimento, celebridades
não deixaram de prestar homenagens
ao amigo. As apresentadoras Ana Maria
Braga e Adriane Galisteu foram algumas
artistas que se manifestaram.

ZÉ PAULO CARDEAL/GLOBO

Em 2012, em entrevista ao Fantástico, Jô
Soares falou sobre morte. "O medo da morte
é um sentimento inútil: você vai morrer
mesmo, não adianta ficar com medo. Eu
tenho medo de não ser produtivo".

ZÉ PAULO CARDEAL/GLOBO

1938 • 2022 

Jô Soares

E-MAIL
contato@noticiasdatv.com

EDIÇÃO
Tamires Baldessin

IMAGENS
CEDOC/TV Globo
Zé Paulo Cardeal/TV Globo
Fábio Rocha/TV Globo
Rámon Vasconcelos/TV Globo
Reprodução/SBT
Arquivo Record

TEXTO
Yasmin Lima

FICHA TÉCNICA

5/8/2022