Russian Doll

Russian Doll

Ficha técnica: Comédia, EUA, 2019. Criação: Natasha Lyonne, Leslye Headland e Amy Poehler. Elenco: Natasha Lyonne, Greta Lee, Charlie Barnett. Disponível na Netflix.

Sinopse: Nadia (Natasha Lyonne) ganha uma festa de aniversário em um dia que ela revive inúmeras vezes. Após um simples acidente ou morte bizarra, ela ressuscita no banheiro da casa de sua amiga Maxine (Greta Lee), a anfitriã da festinha. Nadia, então, tenta descobrir por que ela volta à vida.

Por que assistir: Com um quê de Westworld, sobre como o cotidiano pode ser um eterno loop, e temperada com filosofias de Good Place, Russian Doll é uma comédia deliciosa. Bem-humorada, com a assinatura de Amy Poehler, a série endoidece o público na tentativa de entender o que se passa com Nadia. A mídia adorou: Russian Doll ganhou a nota 89 no Metacritic, uma ótima avaliação.

Outras recomendações

True Detective

True Detective

Ficha técnica: Drama, EUA, 2014. Criação: Nic Pizzolatto. Elenco: Mahershala Ali, Carmen Ejogo, Stephen Dorff, Scoot McNairy. Disponível na HBO.

Sinopse: A produção da HBO tem a proposta de a cada temporada retratar uma investigação criminal diferente. A primeira trouxe a caça a um serial killer e a segunda mostrou a sujeira da corrupção policial e política. A terceira, atualmente no ar, acompanha investigações sobre o desaparecimento de duas crianças.

Por que assistir: True Detective volta às origens na terceira temporada, após um segundo ano bem irregular, sem comparação com a temporada de estreia, que conquistou cinco Emmys. A atual leva de episódios conta com uma trama envolvente e muito bem executada, além do protagonismo de Mahershala Ali, vencedor do Oscar.

O Doutrinador

O Doutrinador

Ficha técnica: Ação, Policial. Brasil, 2018, 108 min. Direção: Gustavo Bonafé. Elenco: Kiko Pissolato, Tainá Medina, Samuel de Assis. Disponível no Now.

Sinopse: Depois de ver a filha morrer por causa de uma bala perdida e da incompetência da saúde pública, um policial (Pissolato) decide se transformar no Doutrinador, herói que combate políticos corruptos para construir um mundo melhor.

Por que assistir: Primeiro herói brasileiro depois da febre de filmes do gênero, o Doutrinador conta com cenas de ação vertiginosas, que transformam os prédios e as ruas de São Paulo em um cenário quase futurista. Coadjuvante em novelas, Kiko Pissolato faz bonito como protagonista, mas Tainá Medina rouba a cena como a hacker Nina, que passa a ajudar o vigilante em sua jornada anticorrupção.

Grownish

Grownish

Ficha técnica: Comédia, EUA, 2018. Criação: Kenya Barris, Larry Wilmore. Elenco: Yara Shahidi, Deon Cole, Trevor Jackson, Francia Raisa, Emily Arlook. Disponível na Netflix.

Sinopse: Derivada de Blackish, a série acompanha a jovem Zoey (Yara Shahidi) em sua entrada no mundo universitário. Rapidamente, ela descobre o amargo da vida longe dos pais e vai ter de aprender a lidar com os percalços da independência.

Por que assistir: Para quem é millennial (nascido entre o início dos anos 1980 e meados da década de 1990), Grownish tem uma linguagem familiar e mostra perrengues de fácil identificação, como enfrentar o desespero ao ver o celular descarregar durante uma conversa de texto ou encarar a missão de tirar a selfie perfeita. Para quem está fora dessa vibe, vale a investida de conhecer os costumes dessa geração.

Confira todas as Recomendações

+ Lidas

Notícias da TV

Redes sociais