The Man in the High Castle

The Man in the High Castle

Ficha técnica: Drama, Ação, Suspense, EUA, 2015. Criação: Frank Spotnitz. Elenco: Alexa Davalos, Luke Kleintank, Rupert Evans, Rufus Sewell. Disponível no Prime Video.

Sinopse: Baseada em um livro homônimo de Philip K. Dick, The Man in the High Castle apresenta uma realidade alternativa em que a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi vencida pela Alemanha e pelo Japão. A trama se passa em 1962 e mostra os Estados Unidos divididos: os japoneses controlam a costa oeste e os alemães, a leste.

Por que assistir: A série mistura espionagem, política, ação e suspense, sob a coordenação de grandes nomes da TV, como o showrunner Eric Overmyer (The Affair). Vencedora de dois Emmys (cinematografia e vinheta de abertura), o drama tem um visual ímpar e é uma obra da Amazon que merece ser descoberta pelo público.

Outras recomendações

The Morning Show

The Morning Show

Ficha técnica: Drama, EUA, 2019. Criação: Jay Carson. Elenco: Jennifer Aniston, Reese Witherspoon, Steve Carell, Mark Duplass, Billy Cudrup, Tom Irwin. Disponível no Apple TV+.

Sinopse: Após 15 anos, a dupla de apresentadores do programa matinal The Morning Show é desfeita. Acusado de assédio sexual, Mitch Kessler (Steve Carell) é demitido, o que deixa Alex Levy (Jennifer Aniston) sozinha na bancada. Ela e os executivos da rede UBA buscam alguém para substituí-lo; de preferência, uma mulher

Por que assistir: O telespectador curioso em saber como funciona um programa de TV vai se esbaldar com The Morning Show. São várias cenas dos bastidores, que mostram switchers, salas de reunião e imagens dos estúdios. A série tem personagens cativantes e atuações ótimas, com destaque para Jennifer Aniston e Mark Duplass.

Greenleaf

Greenleaf

Ficha técnica: Drama, EUA, 2016. Criação: Craig Wright. Elenco: Merle Dandridge, Lynn Whitfield, Keith David, Deborah Joy Winans. Disponível na Netflix.

Sinopse: Filha do pastor James (Keith David), Grace Greenleaf (Merle Dandridge) volta para casa depois de duas décadas e escancara os bastidores sujos de uma igreja evangélica que aparenta ser um centro de boas ações. Lá há corrupção, adultério e repressão à homossexualidade.

Por que assistir: A série mostra as megaigrejas pentecostais sob uma ótica inédita e quebra tabus com uma abordagem crítica e atual. Exibida nos Estados Unidos pelo OWN, canal da apresentadora Oprah Winfrey, Greenleaf se tornou um sucesso também no Brasil, chegando a ser uma das dez séries mais vistas pelos brasileiros na plataforma de streaming Netflix.

Vida

Vida

Ficha técnica: Drama, EUA, 2018. Criação: Tanya Saracho. Elenco: Melissa Barrera, Mishel Prada, Ser Anzoategui, Chelsea Rondon. Disponível no Starzplay.

Sinopse: Ambientada no bairro latino de Boyle Heights, no centro de Los Angeles, Vida acompanha a rotina de duas irmãs que se reencontram para o velório e o enterro da mãe. Elas têm de decidir o que fazer com a herança, um bar bem localizado que é alvo da especulação imobiliária. 

Por que assistir: Vida acerta ao trazer para a TV um tema pouco comum: a luta para manter um bairro cultural intacto e livre de gente branca de olho no lucro que o ramo imobiliário traz (a chamada gentrificação). O drama ainda levanta as bandeiras latina e da comunidade LGBTQ+, um oásis no mercado de séries. E, além disso, tem cenas de sexo de tirar o fôlego.

Confira todas as Recomendações

+ Lidas

Redes sociais