Fosse/Verdon

Fosse/Verdon

Ficha técnica: Drama, EUA, 2019. Criação: Steven Levenson, Thomas Kail. Elenco: Sam Rockwell, Michelle Williams, Margaret Qualley, Paul Reiser. Disponível no Fox Premium 1.

Sinopse: A parceria entre o diretor e coreógrafo Bob Fosse (Sam Rockwell) e a dançarina Gwen Verdon (Michelle Williams) rendeu grandes obras, mas a um alto custo. Ele recebia todo o crédito por soluções e inovações dadas pela mulher.

Por que assistir: Amante de teatro e musicais ou não, o telespectador terá uma boa experiência assistindo a Fosse/Verdon. Percalços à parte, a trama é um deleite, em parte pela atuação primorosa de Rockwell e Michelle. O cuidado com os mínimos detalhes da produção merece aplausos e foi reconhecido pelo Emmy com as 17 indicações dadas ao drama, desde melhor minissérie a prêmios mais técnicos.

Outras recomendações

Our Boys

Our Boys

Ficha técnica: Drama, EUA, Israel, 2019. Criação: Hagai Levi, Tawfik Abu Wael, Joseph Cedar. Elenco: Shlomi Elkabetz, Michael Aloni, Lior Ashkenazi. Disponível na HBO.

Sinopse: A minissérie retrata eventos reais ocorridos em Israel em 2014. Após o sequestro e a morte de três garotos judeus, um menino árabe é assassinado e o caos eclode na Faixa de Gaza, território palestino ao oeste do país em conflito.

Por que assistir: Com a rara união de um palestino e judeu em uma produção, a minissérie Our Boys é imperdível para quem gosta de uma boa produção que encena eventos históricos. O drama acerta ao escolher talentos locais para contar essa história, toda falada em árabe e hebraico. O conflito ganha essa versão mais humanizada, um contraponto ao destaque militar e bélico dado pelos canais de notícias há cinco anos.

O Diretor Nu

O Diretor Nu

Ficha técnica: Drama, Japão, 2019. Criação: Masaharu Take. Elenco: Takayuki Yamada, Shinnosuke Mitsushima, Misato Morita, Tokio Emoto, Sairi Ito. Disponível na Netflix.

Sinopse: Baseada na vida real do diretor Toru Muranishi (Takayuki Yamada), o drama japonês narra como um ex-vendedor de enciclopédias, corno, saiu da fossa e do desemprego para revolucionar a indústria pornográfica do Japão. A atração também conta como uma estudante virou a famosa atriz pornô Kaoru Kuroki (Misato Morita).

Por que assistir: Ambientada no Japão, a série leva o telespectador em uma viagem no tempo, para o começo dos anos 1980. Com direito a um bom humor despretensioso e trama policial que envolve até a Yakuza, O Diretor Nu vale pelo empenho aos detalhes de retratar como pornô era aceito (ou rejeitado) na convervadora sociedade japonesa.

Sintonia

Sintonia

Ficha técnica: Drama, Brasil, 2019. Criação: Kondzilla, Guilherme Quintella e Felipe Braga. Elenco: Christian Malheiros, Jottapê e Bruna Mascarenhas. Disponível na Netflix.

Sinopse: Ambientada na favela da periferia paulistana, a série aborda situações corriqueiras a alguns moradores desses lugares: a vida do crime, a influência da religião evangélica e o sonho de virar um funkeiro de sucesso. Quem lidera a trama é um trio de amigos de infância, cada um escolhendo um caminho de vida diferente.

Por que assistir: Sem dúvida, Sintonia é uma das melhores séries nacionais da Netflix até o momento. Retrata a rotina da favela por quem andou por ruas e vielas apertadas, e conhece bem o aconchego das comunidades. A série tem um belo visual, música que agrada aos fãs de funk e um texto cru e real, cheio de gírias da quebrada.

Confira todas as Recomendações

+ Lidas

Notícias da TV

Redes sociais