Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FORA DE JOGO

Sem química e sem audiência: Por que a Band demitiu Edilson Capetinha

REPRODUÇÃO/BAND

Edilson Capetinha com uma camisa rosa sentado em um banco roxo do programa Os Donos da Bola

Edilson Capetinha deixou o Esporte da Band após dois anos por falta de química com colegas

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 21/10/2021 - 13h38

A Band decidiu não renovar o contrato de Edilson Capetinha, e o ex-jogador deixou a emissora após dois anos de trabalho. O ídolo do Corinthians atuou nos programas Jogo Aberto, Terceiro Tempo e Os Donos da Bola. A saída dele não teve a ver com brigas internas ou algum tipo de problema. Foi tudo uma avaliação profissional dos diretores, que entenderam que o ex-atleta não teve química com ninguém do elenco esportivo.

Segundo apurou o Notícias da TV, Edilson tinha boa relação pessoal com os colegas, mesmo já tendo discutido no ar com Velloso e Craque Neto por causa de discordâncias por opiniões de futebol. Mas o Esporte da emissora entendia que ele não estava rendendo como a direção esperava.

O ex-jogador tinha uma dissonância com nomes que estão bem com Renata Fan hoje. Um exemplo citado e ouvido pela coluna foi o jornalista João Paulo Cappellanes. Repórter na Rádio Bandeirantes, ele ganhou chances no Jogo Aberto nos últimos meses e virou um dos debatedores mais populares do esportivo.

Isso também faltou para Edilson Capetinha. Além de estar sem sintonia com quem estava no ar, o público nunca gostou de seus comentários. Nas redes sociais, ele era massacrado e pouco aceito. Isso teve um fator preponderante para que a Band pensasse se valeria a pena continuar com a participação dele.

Como o contrato de Edilson terminava no fim de outubro, a Band optou por sua não renovação. Ao mesmo tempo, o Grupo também percebeu que precisava de alguém com ligação forte com o Palmeiras, o clube que mais se destaca no Estado de São Paulo hoje. Nesse sentido, Edmundo foi contratado para atuar na TV e rádio.

Edmundo não chegou para o lugar de Edilson Capetinha, mas uma coisa ligou a outra. O craque já ocupa os lugares vagos pelo ex-debatedor nos programas e tem mais aceitação, além de atuar também em todos os veículos do Grupo Bandeirantes, algo importante na emissora hoje.

Na Band, Edilson estava desde outubro de 2019. Foi sua segunda experiência como comentarista na televisão. Ele já tinha feito alguns trabalhos anteriormente como convidado no Fox Sports e na Record.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas