Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

LISTA DE CORTES

No ar em Êta Mundo Bom!, Débora Nascimento é demitida da Globo

JOÃO COTTA/GLOBO

Débora Nascimento como Filomena em Êta Mundo Bom!, na Globo

Débora Nascimento como Filomena em Êta Mundo Bom!; atriz não teve contrato renovado com a Globo

REDAÇÃO

Publicado em 1/7/2020 - 16h44

Débora Nascimento é mais uma na lista de estrelas da Globo que foram demitidas devido à nova política de corte de gastos da emissora. No ar na reprise de Êta Mundo Bom!, no Vale a Pena Ver de Novo, a atriz de 35 anos não teve o contrato renovado há alguns meses. Assim como os outros dispensados, ela trabalhará por obra certa. A última novela da artista na Globo foi Verão 90 (2019), em que viveu a personagem Gisela.

Ao Notícias da TV, a assessoria de imprensa da emissora confirmou o desligamento da atriz do quadro de funcionários fixos. O caso dela é o mesmo de nomes como Renato Aragão, Vera Fischer, Zeca Camargo, Miguel Falabella, José de Abreu e José Loreto, todos demitidos recentemente.

A Globo explica que a mudança é a nova forma de relacionamento entre empresa e artista. O modelo de gestão tem sofrido alterações, mas isso não significa que a pessoa não vá trabalhar mais na casa.

"Como todos sabem, nos últimos anos, temos tomado uma série de iniciativas para preparar a empresa para os desafios do futuro. Com isso, temos evoluído nos nossos modelos de gestão, de criação, de produção, de desenvolvimento de negócios e também de gestão de talentos. Assim, em sintonia com as transformações pelas quais passa nosso mercado, a Globo vem adotando novas dinâmicas de parceria com seus talentos. Debora Nascimento, assim como outros talentos, tem abertas as portas da empresa para atuar em futuros projetos em nossas múltiplas plataformas", disse a emissora em nota.

Débora estreou na Globo em Paraíso Tropical (2007), participando de alguns capítulos como Elisa. Sua primeira novela com personagem fixo foi em Duas Caras (2007). Depois, ela estrelou produções como Viver a Vida (2009), Avenida Brasil (2012) e Alto Astral (2014).

Estrelas dispensadas

O novo modelo de gestão de talentos implantado pela emissora aumentou por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que reduziu suas receitas publicitárias em cerca de 30%.

O pacote de corte de custos, com demissões inclusas, foi confirmado no início de junho por Manuel Belmar da Costa, CFO (chief financial officer/diretor financeiro) da Globo, ao Notícias da TV. "O pós-Covid-19 traz a necessidade de aceleração das mudanças. A economia parou, o mundo parou, não só a Globo", explicou o executivo.

"Haverá corte de pessoas, haverá corte de estrutura, e a gente vai ter desligamentos em junho, sim. Mas não tem passaralho [demissão em massa], tem um processo contínuo de transformação", avisou Belmar.

Além de estrelas reconhecidas no vídeo, funcionários e executivos também foram enxugados da folha salarial. Em maio, a empresa anunciou uma nova organização na área comercial e dispensou quatro diretores ligados ao setor.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?