Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

AUTOMOBILISMO

Band dá rasteira no SBT e renova transmissão da Fórmula 1 até 2025

DIVULGAÇÃO/BAND

Lewis Hamilton comemora vitória na Fórmula 1 segurando uma bandeira do Brasil

Lewis Hamilton, estrela da Fórmula 1: categoria fica na Band até 2025; SBT tinha interesse

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 13/6/2022 - 15h27

A Band acertou nesta segunda-feira (13) a renovação dos direitos de transmissão da Fórmula 1 pelos próximos três anos. A emissora do Morumbi vai exibir a competição até 2025, com exclusividade na TV aberta e no BandSports --seu canal esportivo na TV por assinatura. O SBT tinha interesse em ter a competição a partir de 2023, mas a performance atual da empresa de Johnny Saad falou mais alto. Procurada, Band diz que não comenta o assunto. 

Segundo apurou o Notícias da TV, a Band já está nos preparativos para o anúncio e tem um comunicado oficial já pronto para anunciar a novidade. Se nada mudar, a divulgação deve ocorrer nesta terça (14). A negociação foi tocada por Jayme Brito, que trabalha na produção das transmissões da categoria para a Band. Ele é quem representa a Liberty Media, gigante do marketing que é dona da categoria, no Brasil. 

Com isso, a Band vai mostrar cinco temporadas consecutivas da Fórmula 1 para a TV brasileira. A transmissão começou em 2021, depois de a Globo não renovar o evento após 40 anos de transmissão. Desde então, a Band tem sido elogiada pelo trabalho e conquista um bom Ibope, na casa dos 4 pontos na Grande São Paulo. 

Dias atrás, conforme informou o Notícias da TV, o SBT fez uma consulta para a Liberty Media sobre os direitos de transmissão da categoria. No entanto, nos bastidores, uma mudança de emissora da competição era dada como bastante improvável. 

O trabalho feito em todas as mídias tem agradado o estafe da categoria, que ganhou uma proporção de cobertura jamais feita por outra empresa. Além da TV aberta, a Band exibe a Fórmula 1 no BandSports, seu canal de TV paga. Lá, os treinos são o maior ibope do canal esportivo.

Band e Liberty Media têm contrato pelo modelo de market share. Ou seja, tudo o que for financeiramente arrecadado é dividido entre as partes de forma igual. Neste ano, a emissora vendeu pelo menos R$ 120 milhões em cotas de publicidade. Cada uma ficou com R$ 60 milhões.

A Band também tem público qualificado com a Fórmula 1. O grosso de seus telespectadores é de pessoas da classe AB, com mais de 35 anos --ou seja, com alto poder aquisitivo para adquirir produtos anunciados durante as corridas ou nos intervalos comerciais. 

Com a renovação, a Fórmula 1 continuará a ser transmitida por nomes como Sérgio Maurício, Reginaldo Leme, Mariana Becker, entre outros. 


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.