Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
X
Instagram
Youtube
TikTok

CALDEIRÃO COM MION

Após boatos de traição, Mion dá beijão em mulher na Globo: 'Amor imperfeito'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Suzana Gullo e Marcos Mion se beijam no Caldeirão, na Globo

Suzana Gullo e Marcos Mion se beijam no Caldeirão, na Globo: apresentador se declarou à mulher

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 22/6/2024 - 19h40

Marcos Mion se declarou à mulher, Suzana Gullo, com quem é casado desde 2005. O apresentador comemorou seu aniversário de 45 anos no Caldeirão com Mion deste sábado (22) e fez uma homenagem para a mãe de seu três filhos no encerramento do programa. No mês passado, Mion rebateu boatos de que teria traído Suzana durante uma viagem.

Para colocar um fim nas especulações, Mion deu um beijão em Suzana na Globo. "Sabe o que é mais bonito no amor que você tem que escolher todos os dias? Que só esse amor, que é o amor imperfeito, que é capaz de gerar o amor perfeito", se declarou ele.

"São necessárias duas pessoas lutando pelo amor para gerar uma vida, que é o amor incondicional. E eu devo tudo a você, te amo muito", chorou o apresentador.

Marcos Mion ganhou recados dos pais, Carmen e Décio Mion; dos filhos Romeu, de 19 anos; Donatella, de 15; e Stefano, de 14. Suzana Gullo também desejou feliz aniversário ao marido, que retribuiu com uma reflexão sobre os tipos de amor que já presenciou em sua vida.

"Tendo minha família e amigos aqui, quero falar de amor. Tem alguns tipos de amor na nossa vida. O amor que temos por nossa mãe e nosso pai é um amor inerente. Quer dizer que ele já existe, porque somos parte. Se não corta o cordão, vivemos grudados com nossa mãe pelo resto da vida", iniciou ele.

"Já o amor que sentimentos pelos filhos é um amor incondicional, porque não precisa de condições para existir. E tem um outro amor, que tem começo. Ele não é inerente nem incondicional. Ele tem que começar. E cabe somente às duas pessoas que sentem decidir se ele terá meio, fim, ou se não vai ter fim. É um amor diferente dos outros porque a gente tem que lutar e batalhar", disse Mion, dirigindo-se a Suzana.

"E esse amor, comparado com os outros, não é tão forte. Mas é muito mais bonito, porque tem a ver com o que Deus espera da gente. Deus nos deu o livre arbítrio para a gente escolher o que a gente quer. E escolher estar com a mesma pessoa por décadas torna esse amor muito bonito", concluiu ele.


Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.