Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FIQUE DE OLHO

Desconfiar dos preços ajuda a fugir da 'Black Fraude' na hora de trocar a TV

EDUARDO BONJOCH/NOTÍCIAS DA TV

TVs à venda em loja na cidade de São Paulo

Antes de comprar a TV, o consumidor deve acompanhar as alterações de preço nas lojas

EDUARDO BONJOCH

edubonjoch@gmail.com

Publicado em 28/10/2021 - 6h30

Se você quer trocar a TV na Black Friday, que neste ano está marcada para 26 de novembro, a dica é começar a monitorar as ofertas desde já. Pesquisar com antecedência aumenta as chances de encontrar o modelo desejado em tempos de escassez de componentes eletrônicos e ajuda a fugir de armadilhas, como descontos que não existem, as chamadas "maquiagens de preço", ou golpes de falsas páginas na internet.

"O primeiro passo é desconfiar de ofertas tentadoras demais, quase sempre anunciadas por pequenos lojistas desconhecidos", alerta Renata Reis, coordenadora do Procon-SP. Segundo ela, os anúncios que chegam por e-mail ou aparecem nas redes sociais também merecem atenção. "Muitas vezes, estas propagandas direcionam o consumidor para páginas falsas de golpistas, que até imitam o visual dos grandes varejistas."

Na dúvida, esqueça o link do anúncio virtual e procure entrar direto na página da loja pelo seu navegador para conferir se aquela oferta de TV realmente existe. Outro bom termômetro para não cair numa cilada é acompanhar o histórico de preços nos sites de comparação de ofertas. Dois dos mais populares, que são o Zoom e o Buscapé, oferecem um gráfico de oscilação de preços do produto pesquisado nos últimos 40 dias ou seis meses.

De acordo com o Procon-SP, a "maquiagem de preço", o cancelamento da compra por parte da loja, a mudança no valor ao finalizar o pedido e o atraso ou a não entrega do produto lideraram, respectivamente, as reclamações na Black Friday do ano passado. "É comum também o cliente não conseguir concluir a compra porque sempre entra uma mensagem de erro", diz.

Segundo Renata, em casos como este, o ideal é printar as telas para que o consumidor possa exigir o cumprimento da oferta. E se o cliente se arrepender da compra, tem um prazo de até sete dias para devolver o produto. Por isso, deixe a empolgação de lado e procure manter a embalagem intacta neste período, se quiser evitar problemas.

Cuidado com o frete

A promoção é boa, mas quando você vai concluir a compra é surpreendido pelo alto valor do frete. Embora o comércio eletrônico brasileiro tenha crescido no passado com o chamariz do frete grátis, a realidade atual é bem diferente. "Hoje, a maioria das entregas utiliza transporte rodoviário, que sofre com os altos preços dos combustíveis", avalia Gastão Mattos, responsável pela divisão de Varejo On-line da Câmara Brasileira de Economia Digital.

Mas existem alternativas para o consumidor. A primeira é planejar a compra com antecedência, abrindo mão da entrega rápida, que costuma ser mais cara. "Este ano, tem ainda a questão da falta de componentes eletrônicos, que pode provocar uma falta de televisores e outros eletrônicos nas lojas e comprometer os planos de quem gosta de deixar tudo para a última hora", comenta ele.

Procure também comparar o valor dos fretes de vários lojistas, somados ao custo do televisor, antes de tomar a decisão final. Às vezes, aquela oferta que nem parecia tão tentadora sai mais barata do que outra pela vantagem do frete grátis ou reduzido. "É bom verificar também se o varejista conta com o serviço de comprar pela internet e retirar na loja, o que também pode ser bem vantajoso", sugere Mattos.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas