Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ÚLTIMO EPISÓDIO

This Is Us faz chorar até último segundo e termina com lição de vida comovente

FOTOS: REPRODUÇÃO/STAR+

Rebecca (Mandy Moore) olha para Jack (Milo Ventimiglia) em cena da série This Is Us

Rebecca (Mandy Moore) e Jack (Milo Ventimiglia) no último episódio de This Is Us (2016-2022)

DÉBORA LIMA

debora@noticiasdatv.com

Publicado em 27/5/2022 - 12h17

O final de This Is Us (2016-2022) fez jus a toda a trajetória da série e provocou lágrimas até o último segundo. Protagonizada pela família Pearson, a produção que ficou conhecida justamente por fazer o público chorar demais reforçou uma importante e comovente lição no episódio derradeiro: devemos aproveitar os pequenos momentos da vida antes que seja tarde demais.

[Atenção: este texto contém spoilers da temporada final de This Is Us]

O último ano da saga trouxe como um dos principais pilares a piora do Alzheimer de Rebecca (Mandy Moore). Randall (Sterling K. Brown), Kate (Chrissy Metz) e Kevin (Justin Hartley) precisaram unir forças e entrar em consenso sobre qual seria o melhor caminho de lidar com a doença da matriarca --principalmente após a morte de Miguel (Jon Huertas). O latino, inclusive, ganhou um episódio emocionante dedicado a sua história.

Assim como nas temporadas anteriores, o presente se misturou com o passado e caminhou para que o telespectador conseguisse entender como a história chegou nas imagens que já haviam sido mostradas do futuro --com todos reunidos em volta de Rebecca bastante debilitada e prestes a partir.

Os flashbacks ainda serviram para evidenciar como Rebecca se esforçou absurdamente para ser a melhor mãe possível. A relação da cantora com cada um dos três filhos foi aprofundada na reta final e mostrou que Jack (Milo Ventimiglia) sempre contou com o suporte da mulher para que pudesse se tornar um dos pais mais admirados pelo público.

Paralelamente, o trio principal também teve que enfrentar outros obstáculos e encontrar um novo rumo para seus "felizes para sempre". Kate se divorciou de Toby (Chris Sullivan) e casou com Philip (Chris Geere). Apesar da separação, ela conseguiu manter a amizade com o ex-marido para que criassem os dois filhos em harmonia.

Enquanto isso, Kevin descobriu as dores e as delícias da paternidade e virou um paizão para os gêmeos que teve com Madison (Caitlin Thompson). Depois de muitas idas e vindas, o ator se acertou com Sophie (Alexandra Breckenridge), seu amor desde a infância.

O penúltimo episódio criou ainda uma metáfora delicada e comparou os últimos momentos antes da morte com uma viagem de trem. Guiada por Willian (Ron Cephas Jones), Rebecca pôde reencontrar as pessoas importantes da sua vida e escutou as despedidas dos familiares enquanto dormia.

Antes do suspiro final, a matriarca afirmou que o fim da vida era muito triste. Foi então que o pai biológico de Randall trouxe mais um ensinamento para o público refletir --e que valeu também para resumir o encerramento da série:

Se algo te deixa triste quando acaba, deve ter sido maravilhoso quando estava acontecendo. Você verá que o fim não é triste, é só o começo da próxima coisa incrivelmente bonita.
Justin Hartley, Chrissy Metz e Sterling K. Brown estão vestidos de preto e sentados em escada na frente de cabana

Kevin, Kate e Randall após enterro da mãe

Próximos passos

O capítulo final trouxe os Pearson reunidos para o enterro da matriarca e mostrou o reencontro de Jack e Rebecca no "Além". Já o flashback do episódio teve relação com um medo da protagonista quando descobriu o Alzheimer: o de esquecer os pequenos detalhes da vida, como um sábado comum em que nada grandioso aconteceu.

E foi justamente em um sábado qualquer do passado que a série escancarou a importância de valorizar os momentos não tão extraordinários. Enquanto ensinava Randall (Lonnie Chavis, na versão criança) e Kevin (Parker Bates, na versão criança) a se barbearem, Jack filosofou:

Quando vocês são jovens, querem ser mais velhos. Quando vocês ficarem mais velhos, vão tentar voltar no tempo. Tentem apreciar os momentos. O que fazemos é colecionar momentos sem importância. Não os reconhecemos quando acontecem, pois estamos muito ocupados olhando para o futuro. Mas passamos o resto da vida olhando para trás. Tentando nos lembrar, reviver os momentos.

Em seguida, a família se reuniu na sala para brincar de colocar o rabo no burro --uma tradição dos aniversários dos três quando eram ainda menores. Rebecca, então, emocionou Jack ao afirmar que ele havia conseguido se tornar um pai nota 10 --cumprindo a promessa que tinha feito anos antes.

Enquanto isso, no presente, o trio principal definiu os rumos da vida após a morte da mãe. Kate se propôs a abrir várias escolas de música para cegos; Kevin decidiu priorizar a família e se dedicar à ONG que fundou para construir casas para pessoas em situação de vulnerabilidade; e Randall aceitou seguir a carreira política e deixou no ar a possibilidade de concorrer à presidência.

A lição final de This Is Us foi que a vida não acaba com a morte. As pessoas continuam presentes através das memórias que criam naqueles que ficaram. E a gravidez de Déjà (La Trice Harper, na versão adulta) serviu como exemplo da expectativa pelo futuro da família Pearson.

Apesar de o encerramento da série deixar a possibilidade de uma continuação, Dan Fogelman, criador do drama, já descartou um spin-off. Todas as seis temporadas de This Is Us estão disponíveis no Star+.

Confira o trailer da última temporada:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.