Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CAMERON BOYCE

Morto em 2019, astro adolescente da Disney 'se inscreve' no Emmy 2021

Divulgação/Prime Video

Cameron Boyce de camiseta branca e expressão de choque em cena da série Paradise City, disponível no Prime Video

Cameron Boyce em cena da série Paradise City; ator pode concorrer a Emmy dois anos após morte

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 22/6/2021 - 6h20

Morto em 6 de julho de 2019, aos 20 anos, após ter uma crise de epilepsia, o ator Cameron Boyce (1999-2019) pode fazer história no Emmy deste ano. Ele está inscrito para tentar uma vaga na categoria ator coadjuvante em série de drama por seu trabalho em Paradise City, disponível no Prime Video. Se for indicado, o astro da franquia Descendentes vai concorrer ao chamado Oscar da TV mais de dois anos após sua morte.

Apesar de ter estreado apenas em março deste ano no serviço de streaming da Amazon, a primeira temporada de Paradise City foi gravada no início de 2019, quando Boyce ainda trabalhava normalmente. Produzida de maneira independente, a série passou mais de um ano em busca de uma rede de TV ou plataforma interessada em exibi-la --o Prime Video só comprou os direitos de exibição no ano passado.

Obviamente, a concorrência por uma das vagas ao Emmy é grande: Boyce disputa com nomes como Jonathan Bailey (Bridgerton), Giancarlo Esposito (The Mandalorian), Justin Hartley (This Is Us), John Lithgow (Perry Mason), Tobias Menzies (The Crown), Andrew Scott (His Dark Materials) e Bradley Whitford (The Handmaid's Tale), entre muitos outros.

Mas a categoria deve passar por uma grande renovação em relação aos indicados do ano passado: sem exibir novos episódios durante o período estipulado pelos organizadores do Emmy, The Morning Show, Better Call Saul, Westworld e Succession estão fora da disputa. Ou seja: apenas um dos oito nomeados no ano passado pode tentar repetir a dose --o já citado Bradley Whitford.

Contra Cameron Boyce, pesa o fato de que os votantes do prêmio não são do tipo que se comovem com a morte dos colegas na hora de selecionar seus favoritos --no ano passado, apenas a diretora Lynn Shelton (1965-2020) recebeu uma indicação póstuma por seu elogiado trabalho na minissérie Little Fires Everywhere (2020).

Entre os atores, a última lembrança foi para Carrie Fisher (1956-2016), indicada em 2017 como atriz convidada em série de comédia por uma divertida aparição em Catastrophe (2015-2019). Antes disso, Kathryn Joosten (1939-2012) tinha sido nomeada em 2012 por Desperate Housewives (2004-2012). A veterana, apesar de ter levado duas estatuetas em anos anteriores e ser muito querida pelos votantes, saiu derrotada em sua indicação derradeira --o que prova que a morte realmente não conta votos a favor de ninguém.

O último ator a vencer um Emmy depois de sua morte foi Raul Julia (1940-1994), premiado em 1995 por sua inspirada atuação em Amazônia em Chamas, telefilme no qual deu vida ao seringueiro Chico Mendes (1944-1988). O mesmo trabalho já havia rendido ao ator porto-riquenho o Globo de Ouro e o SAG Awards.

Os indicados ao Emmy 2021 serão anunciados em 13 de julho. Confira o trailer (sem legenda) da primeira temporada de Paradise City, série pela qual Cameron Boyce está inscrito na maior premiação da TV:


Leia também

Web Stories

+
Ana ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acaloradaFim de casamento e cirurgia perigosa: Como estão os vencedores do Power Couple BrasilLustre de cristal e piso de mármore: Conheça o Carioca Palace, hotel de Pega Pega

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?