Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO GLOBOPLAY

Lexa revela origem humilde, crises de ansiedade e machismo nojento em série

DIVULGAÇÃO/GLOBOPLAY

A cantora Lexa sorri, de bluas branca, colares dourados e brincos verdes, em laje de casa em comunidade no Rio de Janeiro

Lexa volta à comunidade em que morou em cenas de sua série documental, que estreia no Globoplay

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 24/6/2021 - 6h30

Lexa pega uma carona no túnel do tempo e volta a seu passado na série documental Lexa: Mostra Esse Poder, que estreia nesta quinta (24) no Globoplay. A cantora conta em cinco episódios a trajetória de sua vida. Mostra, por exemplo, o trabalho que teve como padeira e relata ter sofrido com crises de ansiedade e com ofensas machistas em seu início no funk.

Antes de se tornar uma das cantoras nacionais mais famosas da atualidade, com hits como Sapequinha e Chama Ela, Lexa trabalhou num mercado próximo a sua antiga casa, cuidando da fabricação de pães.

Para mostrar aos fãs como foi sua origem humilde na comunidade de Araticum, no Rio de Janeiro, ela volta ao local e mostra que ainda sabe fazer pão francês. A diva do funk também se vê num turbilhão de sentimentos ao revisitar a casa onde morou.

"Quando volto, é muito emocionante. Eu mostro isso. Encontro pessoas que eram meus clientes, falam que eu sempre cantarolava. É muito humilde, nosso quarto não tinha cama, é muito, muito emocionante. Eu olho pra minha vida hoje, minha casa, minhas conquistas... Esse documentário é uma realização, vou mostrar muito mais o meu eu", afirma ela.

Outros pontos do passado de Lexa vêm à tona, como o início dela no funk, com a ajuda da mãe. A cantora revela que passou por muitas situações de machismo que considera nojentas, como a vez em que um DJ do Rio de Janeiro disse que ela não teria sucesso na carreira se não ficasse com ele.

"Não foi fácil, escutei coisas muito nojentas. Eu e minha mãe falamos sobre essa dor, falo sobre minhas crises, choro, falo de minhas inseguranças. As pessoas vão entrar no meu íntimo, dentro de mim. Foi um aprendizado, acho que muitas meninas vão se inspirar", acredita a cantora.

Segundo Lexa, o documentário vai mostrar muito de sua intimidade atual também, como o casamento com MC Guimê, suas aulas de inglês ("falo tudo errado") e as crises de ansiedade.

Mas, além de ser uma série documental biográfica, ela acredita que o material mostra uma evolução do funk no Brasil e a ascensão dela enquanto uma de várias mulheres que são importantes neste cenário musical. A atração conta com depoimentos de familiares de Lexa e celebridades como Anitta, Xuxa Meneghel, Preta Gil, Tati Quebra Barraco e Veronica Costa, conhecida como Mãe Loira do Funk.

Lexa: Mostra Esse Poder chega nesta quinta ao Globoplay e em 25 de outubro na programação do Multishow. A série documental foi produzida pela KondZilla Filmes, produtora responsável por revelar grandes sucessos do funk.


Leia também

Web Stories

+
Vômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acalorada

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?