Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JAIME LORENTE

Galã de Elite e La Casa de Papel encara terapia após fama mundial: 'Sofri muito'

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Jaime Lorente como Denver em La Casa de Papel, da Netflix

Jaime Lorente como Denver em La Casa de Papel, da Netflix; ator espanhol ganhou fama mundial

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 17/7/2021 - 6h35

Há três anos, Jaime Lorente viu sua vida mudar radicalmente graças ao streaming. Intérprete de Denver em La Casa de Papel, e Nano em Elite, ambas da Netflix, o galã conheceu o sucesso mundial na carreira após estes trabalhos. No Instagram, rapidamente, acumulou 14 milhões de seguidores. Mas ele também conheceu o ônus. Aos 29 anos, admite que a fama lhe abalou. "Sofri muito", conta.

"De repente, sua vida dá um giro de 180 graus. De um dia para o outro tudo muda. O seu dia a dia muda. E... Uau! Como se aprende de novo a viver uma vida que não era a sua há duas horas? Com paciência e terapia", explica ele ao Notícias da TV.

Lorente diz que não sabia lidar com o assédio e a popularidade até então. Para não sucumbir à pressão na vida real e virtual, ele buscou ajuda profissional e entrou em uma rotina profunda de sessões de terapia.

Jaime Lorente em cena como Nano na série Elite, da Netflix (Foto: Reprodução/Netflix)

"Foi um trabalho intenso. Um trabalho de tempo, do qual falo sem nenhum tipo de pudor ou tabu. Fiz, farei e continuarei fazendo muita terapia para aprender e a viver melhor. Isso te ajuda a viver melhor. Cheguei num ponto em que fui capaz de tirar coisas muito positivas", conta ele, já ciente de que ser famoso é consequência de seu ofício.

A carreira, aliás, vai muito bem. Depois da Netflix, Lorente conquistou a plataforma rival, o Prime Video. Desde 2020, ele é uma das estrelas da casa com a série El Cid, em que interpreta Ruy Díaz de Vivar (1048-1099), figura lendária na Espanha.

A produção conta a trajetória do vassalo a herói da coroa espanhola e já está em sua segunda temporada, que estreou na quinta-feira (15) com grande divulgação para 240 países. Por ter emendado três superproduções nos últimos quatro anos, a popularidade do galã só aumentou.

Na internet, o ator se depara com a realidade de ser uma celebridade. Seu Instagram é invadido com comentários de fãs do mundo inteiro. Ele admite, que se assusta com a quantidade de directs [mensagens diretas] e opiniões deixadas em sua página. "Recebo um volume grande de mensagens. Uma pessoa não consegue ler tudo (risos)", comenta.

Na terapia, Lorente também aprendeu a lidar com os haters. Ele reforça que aprendeu a enfrentar esse tipo de situação de letra. "Gente mal-educada existe em todos os lugares do mundo. Tento não prestar atenção, porque esses não merecem a atenção de ninguém. Fico com as palavras bonitas", avisa.

"Recebo mensagens sempre positivas. Disso não tenho queixa alguma, porque [os seguidores] me carregam no colo. O Brasil é o país que mais me segue nas redes. Devo muito ao Brasil", agradece.

divulgação/prime video

Jaime Lorente como Ruy em El Cid

Hollywood?

Se seus colegas de Netflix e Prime Video começaram a trilhar caminhos nos Estados Unidos graças ao sucesso no streaming, Lorente vai na contramão. Ele diz não ter Hollywood como meta. 

Jaime Lorente em entrevista sobre El Cid, do Prime Video (Foto: Reprodução/Prime Video)

"Não creio que eles tenham interesse. Se de repente, um projeto de fora me interessar -- em nível artístico--, o farei. Mas não tenho a intenção de ir até lá [Estados Unidos] atrás de um sonho ou algo parecido. Estou feliz na minha terra", declara.

"Não tenho a intenção de ir para fora porque adoro o que estamos fazendo aqui [na Espanha]. Creio que, neste momento, nós atores viramos marca desta casa. E, de alguma forma, temos que devolver a fama que nos deram defendendo o trabalho que se faz aqui. O faremos dando possibilidades a todas essas boas ideias que sempre tivemos, mas que antes faltava indústria para que se desenvolvessem. Agora temos", considera.

Entre as boas ideias citadas por Lorente, obviamente está a série El Cid, seu mais recente trabalho no Prime Video. Na pele do herói medieval, o artista aparece com uma imagem bem diferente da que o público viu em La Casa de Papel ou Elite. O enredo também é distinto, pois o galã aparece tanto em batalhas épicas quanto em cenas tórridas de sexo.

"Tudo muda [em uma série de época]. A estética, a forma de falar, de se comportar e, inclusive, a forma de olhar. É preciso se comprometer com a época, se enfiar na pele desse personagem, que não conhecemos porque ocuparam outros lugares da história e tentar fazer o mais verossímil possível", explica ele.

Veja publicações de Jaime Lorente em El Cid:


Leia também

Web Stories

+
Vômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acalorada

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?