Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ALANIS GUILLEN

Atriz de Pantanal desabafa: 'Dizer que não sofri assédio é grande mentira'

DIVULGAÇÃO/GLOBO/PAULO BELOTE

Alanis Guillen em foto tirada para a rede social

Alanis Guillen abre o coração sobre luta feminista fora dos sets de filmagem de Pantanal

IGRAÍNNE MARQUES

igrainne@noticiasdatv.com

Publicado em 27/6/2022 - 20h31

Intérprete de Juma em Pantanal, Alanis Guillen fez uma análise sobre a importância de abordar questões como o feminismo. Afinal, para a atriz, toda mulher já sofreu ou vai sofrer algum tipo de importunação ao longo da vida. "Dizer que eu não sofri assédio é uma grande mentira", lamentou.

"O assédio existe das formas mais bem estruturadas e veladas. Acho que toda mulher sofreu, sofre e infelizmente sofrerá. O feminismo está aí pra gente lutar para que o respeito prevaleça", reforçou ela, em entrevista à revista Glamour. 

Juma, mesmo crescendo praticamente a parte do mundo em uma tapera, despertou a atenção --e não só de forma positiva-- dos homens no folhetim de Bruno Luperi. Ela sofre com a obsessão de José Lucas (Irandhir Santos), mas mesmo assim tenta não perder a sua liberdade.

Alanis acredita que essa busca a aproxima da personagem. "Às vezes em que mais me sinto bonita é quando estou com meu coração alegre, apaixonada pela vida e por mim, e o estético é uma consequência", explicou a atriz. "Acredito na beleza de estar em paz comigo, com minhas escolhas, com a minha vida", acrescentou.

"Sou de comer bem, de beber muita água. Mas o chocolate dá hormônios maravilhosos da alegria", admitiu, rindo. "Então, mais uma vez estou falando de liberdade, de respeitar as próprias vontades".

Alanis também explicou que interpretar a personagem a levou a entender outras problemáticas para além do feminismo e da vaidade da mulher, como a questão ambiental. "Estou nesse processo de entendimento, me colocando com os olhos mais atentos e com a escuta mais aberta", avaliou. "

"Quebrei algumas bolhas, pois estar ali [no Pantanal] de fato é outra visão de tudo", continua, lembrando que sua percepção sobre o local em que a novela é gravada mudou com o passar do tempo. "Da primeira vez, fui com meu olhar muito ingênuo para lá e acabei arrebatada por diversas situações que quebraram um pouco a minha ingenuidade. Acho que a gente se separa um pouco das questões ambientais, um grande erro, porque ela é nossa fonte de vida", refletiu.

"Fui para o Pantanal achando que ia estar no paraíso, mas vi que todas aquelas terras têm donos, os pastos, a quantidade de bois, e todo o mecanismo daquele lugar. O caminho chegando era lindo, mas isso até você começar a ver carvão, tudo queimado, aquela secura, calor, bichos em busca de alimento e água", lembrou. 


Saiba tudo que vai acontecer nos próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#107 - Madeleine volta em Pantanal? Novela dá pista" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações de Pantanal e outras novelas:


Últimas de Novela Pantanal


Resumos Semanais

Novela Pantanal: Resumo dos capítulos da novela da Globo - 17 a 27/8

Quarta, 17/8 (Capítulo 123)
Roberto desconfia de Zuleica. Irma estranha a frieza na recepção de Trindade. Zuleica deixa claro a Tenório sua opinião sobre os direitos de Maria Bruaca. Alcides avisa Maria Bruaca que pensa em tirar a vida de ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.