Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

FENÔMENO

Maior hit da Netflix no Brasil em 2021 não é Round 6 (e sequer é da Netflix)

Divulgação/Netflix

Jung Ho-Yeun parece cansada e com um corte no queixo em cena de Round 6, série da Netflix

Jung Ho-Yeun em cena de Round 6: sucesso da Netflix foi ofuscado no Brasil por novelas do SBT

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 8/12/2021 - 6h15

Grande fenômeno de 2021, a sul-coreana Round 6 bateu recordes mundiais e se tornou a série mais vista da história da Netflix. No Brasil, porém, os participantes do Jogo da Lula acabaram ofuscados por um sucesso inesperado: as novelas infantis do SBT, em especial Carrossel (2012). Apesar de não serem produções originais do streaming, as tramas são os grandes hits da plataforma por aqui.

Atualmente, estão disponíveis na Netflix quatro das cinco telenovelas infantojuvenis produzidas pela emissora de Silvio Santos na última década: além de Carrossel, fazem parte do catálogo Chiquititas (2013), Carinha de Anjo (2016) e As Aventuras de Poliana (2018). A ausência de Cúmplices de um Resgate (2015) será consertada no próximo dia 31.

Saber que as quatro tramas têm muito público online não é surpresa para quem é pai (e sabe que as crianças adoram ver conteúdo em loop) nem para quem acompanha o Top 10 do streaming: as novelinhas são presença constante entre as produções mais vistas, muitas vezes à frente de pesos-pesados. Atualmente, por exemplo, Carinha de Anjo só perde para o final de La Casa de Papel (2017-2021). Todas batem o longa Ataque dos Cães, aposta da Netflix para o Oscar do ano que vem.

Mas o sucesso fica mais evidente e chocante por causa de uma mudança recente da gigante do streaming: em 16 de novembro, a Netflix passou a divulgar suas produções mais assistidas, em listas divididas por países e gêneros (dez filmes e dez séries). Retroativamente, a plataforma publicou as relações dos cinco meses anteriores, começando pela semana de 28 de junho a 4 de julho.

Com a mais recente relação divulgada na noite de terça (7), são 23 listas até o momento. Carrossel apareceu em 22 delas: só ficou de fora da primeira semana, pois ainda não estava no catálogo. Ao longo desse período, foi a líder em sete semanas e ficou à frente de sucessos como Elite, Virgin River, Brincando com Fogo Brasil e You, além da própria Round 6.

Para efeito de comparação, a produção sul-coreana teve um início fraco no Brasil, ocupando apenas o oitavo lugar no ranking em sua estreia no catálogo (algo que se repetiu em outros países), passou quatro semanas no topo e depois desabou --desde a relação de 22 a 28 de novembro, ela já não está mais no Top 10 nacional.

As outras produções do SBT também não fazem feio: Chiquititas passou 20 das 23 listas entre os 10 mais, Poliana estava em 17 relações, e Carinha de Anjo estreou em 4 de outubro e não saiu mais dos mais vistos, inclusive ocupando a liderança durante quatro semanas --isso apesar de também estar sendo reprisada pelo SBT.

A repercussão das novelinhas no Brasil é tão grande que, muitas vezes, elas entram no Top 10 de produções mundiais. Carinha de Anjo, por exemplo, está em nono lugar entre as séries mais vistas do mundo todo na última semana (de 29 de novembro a 5 de dezembro). É a única das dez que não carrega o selo de "original Netflix".

Como a emissora de Silvio Santos não tem um streaming próprio, diferentemente das concorrentes Globo (Globoplay) e Record (PlayPlus), vender suas novelas para a Netflix é uma forma de aumentar seus lucros. E, pelo retorno do público, a plataforma não tem do que reclamar...


Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas