Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NO STREAMING

Clássico do terror, O Exorcista ganha sequência em trilogia de custo bilionário

Divulgação/Warner Bros.

Linda Blair sentada na cama e com a cabeça virando ao contrário em cena do filme O Exorcista

Uma das cenas mais icônicas de O Exorcista; filme ganhará sequência em nova trilogia

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 26/7/2021 - 18h53

Considerado um dos maiores clássicos de terror da história do cinema, O Exorcista (1973) vai ganhar uma trilogia que servirá como sequência do longa original. A Universal Pictures adquiriu os direitos de exibição dos novos filmes da franquia em um negócio de US$ 400 milhões (R$ 2 bilhões) e vai lançá-los diretamente no Peacock, serviço de streaming da casa que rivaliza com a Netflix.

A Universal adquiriu o projeto em parceria com a Blumhouse e a Morgan Creek, produtoras conhecidas por realizar filmes do gênero. A estratégia será a mesma utilizada com a franquia Halloween, que ganhou uma nova trilogia iniciada em 2018 e serve como continuação do longa original.

Para comandar o projeto, a Universal escalou David Gordon Green, mente criativa por trás da nova trilogia Halloween. Ele será diretor do primeiro filme e produtor executivo. O estúdio não informou se ele seguirá no comando dos títulos subsequentes.

A veterana Ellen Burstyn, que interpretou Chris MacNeil, a mãe da garota possuída em O Exorcista vivida por Linda Blair, vai reprisar o seu papel nos novos filmes. Indicado ao Oscar 2021 de melhor coadjuvante, Leslie Odom Jr. (Hamilton) também está escalado para o elenco.

É a primeira vez que Ellen retorna a um dos papéis mais importantes de sua carreira. Ela ficou de fora de todas as continuações e spin-offs produzidos para o cinema do filme original: O Exorcista 2: O Herege (1997), O Exorcista 3 (1990), O Exorcista: O Início (2004) e Domínio: Antes do Exorcista (2005).

Na trama original, uma atriz (Ellen Burstyn) precisava da ajuda de dois padres (Max von Sydow e Jason Miller) depois que sua filha, Regan (Linda Blair), era possuída por um demônio chamado Pazuzu.

O primeiro longa da trilogia tem estreia marcada para os cinemas em 13 de outubro de 2023. As duas sequências terão estreias simultâneas ou exclusivas para o Peacock, de acordo com informações do The New York Times. A aquisição por US$ 400 milhões coloca o negócio como um dos maiores valores já movimentados por um serviço de streaming.

"Não há melhor momento para unir forças com as equipes da Peacock e da Universal e, finalmente, começar a trabalhar com meus amigos na Blumhouse, do que nesta franquia clássica. David Gordon Green, Danny McBride, Scott Teems e Peter Sattler criaram uma continuação convincente deste conto icônico e mal posso esperar para apresentá-lo aos fãs de todo o mundo", disse David Robinson, presidente da Morgan Creek, em comunicado oficial.

O Exorcista foi o filme de terror de maior bilheteria da história do cinema com US$ 441 milhões (R$ 2,2 bilhões) por 44 anos, até ser superado em 2017 por It: A Coisa (US$ 701 milhões). A franquia ainda rendeu uma série de TV na Fox que durou duas temporadas e tinha Alfonso Herrera (Rebelde, Sense 8) no elenco.

O longa foi o a primeira produção de terror indicada ao Oscar de melhor filme. Na edição de 1974, disputou outras nove categorias e ganhou dois troféus: roteiro adaptado e edição de som. No Globo de Ouro do mesmo ano, ganhou quatro prêmios, entre eles o de melhor filme dramático.


Leia também

Web Stories

+
Sex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de PantanalHarmonização facial e lente nos dentes: Veja antes e depois dos peões de A Fazenda 13Ex de Anitta e rei da pegação: Gui Araujo é o primeiro fazendeiro de A Fazenda 13

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?