Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

'QUERO PAZ'

Stênio Garcia nega plástica e pede fim em briga com Silvio de Abreu

REPRODUÇÃO/RECORD

Stênio Garcia em entrevista à Record

Stênio Garcia atribui falta de comunicação à briga entre ele e Silvio de Abreu na Globo

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 21/5/2022 - 14h44

Stênio Garcia quer colocar um fim na rixa que travava com Silvio de Abreu desde 1998, durante a escalação da novela Torre de Babel. Desde 2014, quando o escritor assumiu a gestão de Dramaturgia na Globo, o ator acreditava que teria sofrido um boicote, mesmo com o contrato fixo com a empresa --que chegou ao fim em 2020 e não foi renovado. O veterano também negou que uma plástica no rosto tenha o prejudicado na emissora.

"Houve um erro de comunicação. A única coisa que fiz foi na minha boca, coloquei algumas porcelanas nos dentes, mas fora isso eu não fiz nada. Mas Silvio, sucesso na HBO. Pena que você não me chamou pra gente conversar e, quando eu tentei falar, não conseguiu me atender. A gente quer paz, que ele seja muito feliz na HBO. Se tudo não passou de equívocos, já foi, vamos seguir todos em frente. Passar uma borracha", diz Garcia ao Notícias da TV.

A versão do artista é uma resposta à entrevista publicada neste sábado (21), em que Silvio de Abreu revelou que nunca perseguiu o ator enquanto esteva na Globo e que havia uma rejeição de parte dos autores e diretores por conta de uma intervenção estética feita no rosto dele.

O intérprete de Bino em Carga Pesada (2003-2007) contou que teve um breve contato com o ex-chefão em 2018. Ele pediu, através de Marilene Saade, mulher de Garcia, para Stênio marcar de tomar "um cafézinho", com o objetivo de debaterem a ausência dele na TV. Mas esse encontro nunca aconteceu.

Tentativa falha

Marilene conta à reportagem que tentou por diversas vezes marcar a conversa, mas as secretárias de Abreu alegaram que sua agenda estava cheia e sem tempo para atender o marido. Depois, ela acabou revelando, sem querer, sobre a mágoa do dramaturgo em relação ao casamento de Stênio e Cleyde Yáconis (1923-2013), em um comentário de um post no Instagram.

Eu gostava do Silvio e não vejo problema no que aconteceu. São coisas de bastidores, acho isso tão pequeno, tão corriqueiro, isso é uma bobagem. Não sou uma pessoa de fofoca, não gosto de fofoca. Até hoje me sinto mal de ter escrito aquilo no feed, achando que estava no direct. Não cabe a mim, não sou juiz. Eu carrego essa culpa. Acho que ele [Stênio] foi demitido por minha causa.

Versão de Silvio de Abreu

Ao Notícias da TV, Silvio de Abreu revelou que tentou resgatar grandes nomes da televisão que estavam até então esquecidos e sem escalação para nenhum trabalho. A participação de Stênio Garcia em Deus Salve o Rei (2018) teria sido uma dessas manobras --a última novela dele com personagem foi Salve Jorge (2013).

Contratado da HBO Max, o atuor ressaltou que sempre manteve uma relação de respeito com todos durante sua passagem pela Globo:

Nunca tive nem tenho nada contra o excelente ator Stênio Garcia, dono de uma carreira brilhante no teatro, no cinema e na televisão brasileira. Lamento profundamente que um talento tão grande desça tão baixo usando colunas de fofoca para acusar com uma calúnia descabida um profissional que sempre admirou e respeitou o seu talento.

Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.