Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PEDIU DINHEIRO

Klara Castanho: Fonte ligada a enfermeira procurou TV para vender informação

THIAGO DURAN/AGNEWS

A atriz Klara Castanho usa blusa vermelha e calça jeans durante evento realizado em São Paulo em 2019

Klara Castanho: atriz teve gravidez fruto de estupro exposta e se posicionou com um comunicado

MÁRCIA PEREIRA

marcia@noticiadastv.com

Publicado em 26/6/2022 - 12h34
Atualizado em 26/6/2022 - 13h11

Após Klara Castanho revelar que foi estuprada e que entregou o bebê à adoção, jornalistas se revoltaram com a exposição do caso que culminou no comunicado feito pela atriz de 21 anos. O Notícias da TV apurou que o marido de uma enfermeira ligou para a Record, RedeTV! e colunistas que escrevem sobre celebridades para vender informações sobre o parto em maio deste ano.

Uma fonte da reportagem explicou ao "vendedor" que jornalistas não pagam por informações e que o homem ficou furioso. Ele dizia que a "esposa era enfermeira de um hospital e que tinha uma bomba da Klara Castanho. Queria dinheiro".

Veículos sérios e profissionais éticos não "se prostituem", declarou uma outra fonte à reportagem, que afirma que já foi procurada para noticiar filhos bastardos e traições de celebridades. No entanto, tem os antiéticos que compram notícia, e o valor pago depende da informação, pode ir de R$ 3 a R$ 10 mil. Tem também aqueles que são "comprados" pelas celebridades para não publicarem determinados fatos.

Felizmente, a maior parte dos jornalistas se recusam a publicar fatos como o de Klara Castanho sem que a pessoa fale sobre o assunto publicamente. Casos de doenças, orientação sexual e acusações sérias sempre requerem grande rigor na apuração, diversas checagens e cruzamento de informações, além de espaço destinado ao outro lado.

Um exemplo de que boa parte da imprensa segura informações íntimas como a da atriz, que veio à tona sábado (25), foi o caso de Tiago Leifert, que deixou a Globo após descobrir o retinoblastoma, um tipo de câncer raro nos olhos, na filha Lua já em uma situação limite.

A história só veio à tona quando o apresentador resolveu falar. Ele e sua mulher, Daiana Garbin, deram detalhes sobre o diagnóstico como forma de chamar a atenção de outros responsáveis para a doença no Fantástico de 30 de janeiro deste ano.

Entenda o caso de Klara Castanho

Em entrevista ao programa The Noite, do SBT, em 16 de junho, o jornalista Leo Dias afirmou que havia vivenciado um dilema profissional nas últimas semanas sobre publicar ou não uma reportagem sobre uma atriz. Na ocasião, o profissional não citou nomes nem detalhes do caso.

Antonia Fontenelle realizou uma live no YouTube na sexta-feira (24) e afirmou que o caso narrado por Dias era sobre uma atriz da Globo de 21 anos que tinha engravidado, escondido a gestação e entregado a criança para a adoção após o nascimento.

A comunicadora não citou o nome da atriz, mas os detalhes apresentados por Antonia fizeram com que os internautas associassem o caso a Klara. Assim, diversos comentários sobre o que teria motivado a atitude da atriz passaram a ser especulados nas redes sociais.

Além de jornalistas revoltados, o público também ficou indignado. Durante a noite de sábado e madrugada de domingo (26) diversas manifestações foram feitas atacando Leo Dias e Antonia Fontenelle. A atriz também recebeu o apoio de muitos famosos e anônimos diante desse momento doloroso. 

Klara Castanho começou a carreira na infância. Sua primeira novela foi Viver a Vida (2009) na Globo. Ela cresceu diante das câmeras, fez séries e filmes também. Sua última novela foi Amor à Vida (2013) na qual interpretou Paulinha, filha da personagem de Paolla Oliveira, Paloma.

A atriz está recebendo inúmeras mensagens de apoio pelas redes sociais e até o pai dela se manifestou.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários, entrevistas e vídeos ao vivo sobre reality show:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.