Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LEMBRA DELE?

Cover de Marcos Mion, Mionzinho 'atormenta' Boninho por contrato na Globo

REPRODUÇÃO/RECORD

Mionzinho e Marcos Mion no Legendários (2010-2017), da Record

Mionzinho e Marcos Mion em ação no Legendários (2010-2017), da Record

ELBA KRISS

elba@noticiasdatv.com

Publicado em 18/9/2021 - 6h35

Victor Coelho, conhecido como Mionzinho, ficou 15 anos ao lado de Marcos Mion na televisão. De cover, virou assistente de palco. Ao lado do ex-chefe, passou pela MTV Brasil e pela Record. Por isso, a estreia do comunicador na Globo movimentou suas redes sociais. O público fiel estranhou a ausência dele e logo iniciou uma campanha direcionada para J.B. de Oliveira, o Boninho. O pedido é para que o diretor também contrate o sósia para o Caldeirão.

"As pessoas ficam atormentando o Boninho no Instagram. Acho que ele vai ficar puto da vida comigo (risos). Eu esperava que fossem pedir isso. Só não sabia que teria tanta gente assim pedindo para eu ir para a Globo (risos). Acabei me assustando com a quantidade. Não imaginava que seria algo tão grande", conta Coelho ao Notícias da TV.

"Ou o Boninho me contrata ou ele me odeia para o resto da vida (risos). Estão enchendo o saco dele e eu não tenho nada a ver com isso. As pessoas, realmente, estão no Instagram dele e do Mion falando: 'Tem que levar o Mionzinho'. Coitados (risos)", diverte-se.

Victor Coelho no The Noite com Danilo Gentili, no SBT, em março (Foto: Reprodução/SBT)

O ator foi trabalhar com Mion por acaso quando tinha 21 anos. Quando estava prestes a estrear o Covernation (2005-2007), na MTV Brasil, o apresentador pediu um sósia para interagir com ele. Coelho foi parar na TV por indicação de uma amiga, fez o teste e passou. A parceria rendeu e ele seguiu o patrão em outros programas da casa. Quando o comunicador foi para a Record, levou seu cover famoso para o Legendários (2010-2017).

Por ter ficado tanto tempo ao lado de Mion, o publicitário de 36 anos não foi esquecido pelos telespectadores agora que o ex-Record está na Globo. Ele entrega que não foi chamado para acompanhar o artista na mudança de emissora. Mas não lamenta.

"Não cheguei a ser sondado. Mas sempre digo: não tenho mágoa nenhuma. Ele [Mion] não me deve nada e não tem obrigação nenhuma. Eu agradeço a ele por todo esse tempo. Fiquei muito feliz de ver ele na Globo. Ele conseguiu levar a alma da MTV para lá e está se divertindo", analisa.

Porém, Mionzinho admite que sente falta da televisão e acha estranho não se ver no ar. Principalmente quando confere o Isso a Globo Não Mostra, uma versão atual do Vale a Pena Ver Direito, quadro que consagrou o apresentador na MTV. "Confesso que quando vejo o quadro, é esquisito para mim não estar ao lado do Mion (risos). Ver que do lado dele não tem ninguém. Uma coisa que me acostumei por 15 anos era de estar no outro cantinho da tela", entrega.

reprodução/Instagram

Mionzinho e Marcos Mion em foto de 2014

Casamento com Marcos Mion

Coelho deixou de trabalhar com Mion quando o Legendários acabou, em 2017. Apesar do fim da parceria, ele mantém contato com o comunicador, a quem é grato por sua carreira na TV. "A gente se fala ainda. O grupo do Vale a Pena Ver Direito ainda existe no WhatsApp. Continuamos conversando e mandando piadas (risos). Nessa doideira que virou a vida dele agora por causa da Globo, fica mais difícil de nos encontrarmos. Mas a gente continua se falando."

"Eu brincava com ele na época da MTV. Falava: 'Vejo você mais do que vejo a minha família'. Ele falava: 'É meu segundo casamento. Primeiro casei com a Suzana [Gullo]. O segundo casamento é com você (risos)'. Ele sempre foi muito amigo e parceiro. No começo, eu não era ator formado e não tinha experiência com câmeras. Ele me ajudava com o personagem e com as câmeras. Sempre me ajudou demais. Muito amigo mesmo", relembra.

Fora da televisão há quatro anos, Coelho assumiu o posto de empresário e está à frente do negócio da família: uma loja e distribuidora de papel de parede, em São Paulo. Quando se viu sem contrato na TV, ele não se desesperou. Voltou ao plano que tinha antes de virar famoso.

"Não cheguei ao nível de: 'O que vou fazer agora?'. Sempre tive por trás a empresa da família, onde trabalho hoje. Eu sabia que, quando acabasse e não tivesse mais nada na televisão, uma hora eu voltaria para ela. Graças a Deus, consegui juntar uma grana muito boa. Moro na minha casa, não pago aluguel. Estou tranquilo graças a TV", comemora.

No entanto, o publicitário não abandonou totalmente a carreira artística. Nos últimos anos fez teatro, abriu um canal no YouTube e tem projetos para colocar em prática quando a pandemia permitir. Em 2020, se candidatou a vereador em São Paulo, mas não foi eleito. Nas ruas, aliás, era chamado apenas de Mionzinho. "Acho que as pessoas nem sabem que meu nome é Victor (risos). É muito tempo de TV", aponta.

Quando o coronavírus permitir --e se Boninho e Mion não o levarem para a Globo--, Coelho pretende investir no teatro. "Costumo escrever bastante. Tenho projetos que encostei por causa da pandemia. Acho que não é hora ainda. Tenho outras coisas em mente para colocar em prática. Mas precisa esperar as coisas voltarem ao normal", finaliza.

Relembre os trabalhos de Mionzinho com Marcos Mion:


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas