Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

HENRIQUE CASTTRO

Autor da música do ano, sertanejo transforma sofrência alheia em dinheiro

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Imagem de Henrique Casttro caracterizado como porteiro no clipe de Apartamento 119

Henrique Casttro no clipe de Apartamento 119; sertanejo escreveu a música do ano de 2020

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 19/9/2021 - 6h40

Novo sucesso do mundo sertanejo, Henrique Casttro divide seu tempo entre o microfone na mão e a caneta para compor hits de Henrique & Juliano, Wesley Safadão, Jorge & Mateus, entre outros cantores. O artista é um dos responsáveis pela autoria de Liberdade Provisória, música mais ouvida de 2020 no YouTube e no Spotify, e admite que aproveita a sofrência dos amigos para faturar na hora das composições.

"Tenho muitos amigos, e eles sofrem muito, acho que tenho essa sorte (risos). Vou falar, eu nem sofro tanto assim, só quando era moleque mesmo, mas uso muito o sofrimento dos outros nas minhas músicas. Trago da terceira pessoa para a primeira. Escuto o desabafo dos outros, e vamos fazer dinheiro disso", brinca Casttro em entrevista ao Notícias da TV.

Após conquistar espaço no mundo da música como compositor, o sertanejo iniciou agora a sua trajetória como cantor. Junto com Marília Mendonça, Henrique lançou a música Apartamento 119, que já conta com mais de 4 milhões de visualizações no YouTube e 2 milhões de reproduções no Spotify.

"A Marília é minha amiga de muitos anos, devemos ter uns dez anos de amizade. Comemos a raspa da panela juntos, enfrentamos dificuldades juntos. Cheguei na vida dela quando ela estava começando a sair dessa dificuldade. Essa parceria surgiu durante um almoço na casa dela, quando ela ouviu meu repertório e pediu para participar dessa música", detalha o artista.

Com a escolha da rainha da sofrência, Henrique deixou os seus planos musicais em segundo lugar e apostou na decisão certeira da amiga. "Fiquei surpreso na hora, corri para fazer o clipe, tudo. Estava tomando um vinho com o Zezé [Di Camargo], apresentei o projeto e ele topou participar", reforça o cantor, que contou com uma participação especial do veterano no videoclipe.

Cheguei em Goiânia há uns dez anos, com um violão e R$ 3 no bolso, com esse sonho de ser cantor. Porém, quando cheguei, o mercado era muito difícil, fechado. Aí, conheci pessoas que me incentivaram a compor e falaram que isso seria um grande passaporte para o meu sonho. Não parei mais e, em 2020, tive a música do ano, que foi Liberdade Provisória. No final de 2019, me senti confortável para lançar a minha carreira. Fechei uma parceria com a Work Show, que é o escritório da Marília Mendonça, e lançamos Apartamento 119.

"A primeira música minha que tocou de Norte a Sul, foi Sonhei Que Tava Me Casando, em 2017, no trabalho que o Wesley Safadão gravou em Miami, nos Estados Unidos. Depois daí é que deu uma desafogada, pois passei muita dificuldade, de comer só macarrão instantâneo e pipoca. Graças a Deus, após essa música, as coisas começaram a clarear e não parei mais", relembra.

Com a repercussão da carreira de cantor, Casttro pretende conciliar este trabalho com as composições e já prepara o seu novo projeto musical, com estreia prevista para 24 de setembro. "Vou lançar sete músicas ao mesmo tempo. Tem várias músicas polêmicas, que poucos artistas teriam coragem de lançar. É um negócio totalmente fora da casinha que sempre quis fazer, chocar a mente da galera", adianta ele.

Confira o clipe de Apartamento 119:


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na política

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas