Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PERSEGUIÇÃO

Alec Baldwin se irrita com provocações e parte para cima de paparazzi; vídeo

REPRODUÇÃO/ABC NEWS

Alec Baldwin em entrevista á ABC News. Ele está vestindo um terno preto e com um semblante sério.

Alec Baldwin em entrevista para a ABC News sobre o acidente no set do filme Rust

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 8/12/2021 - 12h02

Alec Baldwin ficou furioso com as provocações de um paparazzi que o flagrou em frente à casa do cineasta Woody Allen. O ator partiu para cima do cinegrafista do New York Post, mas acabou contido por sua mulher, Hilaria Baldwin. O incidente foi registrado num vídeo, divulgado na última terça (7).

Foi o próprio paparazzi, Jon Levine, que publicou o material em seu perfil no Twitter. "Sr. Baldwin, preciso perguntá-lo, o que te traz a Nova York?", perguntou o fotógrafo enquanto filmava o casal entrando em um prédio.

A mulher de Baldwin filmou a abordagem de Levine e disse que já havia pedido para ele sair e deixá-los em paz. Na sequência, o paparazzi começou a questionar quem morava naquela casa. O ator ficou furioso e começou a gritar com o repórter: "Você não pode filmar na propriedade privada de alguém!".

Baldwin foi contido por Hilaria e retornou para a entrada do prédio, mas Levine seguiu provocando o ator: "Aqui não é propriedade privada de ninguém!”. Contrariando os pedidos para ir embora, o fotógrafo começou a fazer perguntas sobre a tragédia que culminou na morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins no set do filme Rust.

"Você realmente não puxou o gatilho? Você acredita que a arma disparou sozinha sem puxar o gatilho? Foi um defeito?", perguntou o paparazzi. Constrangido, o casal entrou no prédio sem responder às provocações de Levine.

Tais provocações ocorreram seis dias após Baldwin afirmar que não puxou o gatilho da arma, em entrevista para o jornalista George Stephanopoulos, âncora da ABC News. 

No Twitter, os internautas estadunidenses criticaram a abordagem do fotógrafo. "Isso não é abordar alguém. Isso é perseguição. Imagina não só fazer isso, mas se orgulhar o suficiente para postar o vídeo. Absolutamente repugnante", afirmou um perfil identificado como Andrew Wortman.

O jornalista do The New York Times, Jeff Pearlman, também fez duras críticas ao repórter: "Por favor, não se autodeclare jornalista. Nossa profissão já sofre ataques demais". Confira abaixo o vídeo na íntegra.

O caso Alec Baldwin

Em 21 de outubro, Alec Baldwin disparou acidentalmente uma arma carregada durante um ensaio para o filme Rust. O tiro matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins e feriu o diretor do longa, Joel Souza. “Alguém colocou uma bala de verdade na arma. Uma bala que nem deveria estar no local", afirmou Baldwin em entrevista à ABC News.

A versão do ator foi confirmada por David Halls, assistente de direção de Rust. Ele está entre os nomes investigados pelas autoridades como possível responsável pela tragédia, admitiu não ter seguido o protocolo recomendado e também não fez a inspeção completa da arma utilizada antes de entregá-la ao ator.

TUDO SOBRE

Alec Baldwin


Leia também

Enquete

Você gostou dos participantes escolhidos para o BBB22?

Web Stories

+
BBB22: Após frustrar público, Globo anuncia participantes nesta sexta-feiraSunga branca, esponjão e recorde no paredão: 10 momentos para o BBB22 tentar superarSabrina Sato volta à Globo; apresentadora já foi Bailarina do Faustão e esteve no BBBBBB22 promete briga por chuveiro, traz Rafa Kalimann de volta e terá novo quadroQuem é o namorado de Carla Diaz? Felipe Becari defende causa animal e é político

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas