Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ACIDENTE FATAL

Alec Baldwin mata fotógrafa: Entenda como funciona o uso de armas no set

Divulgação/Hulu

Alec Baldwin na minissérie The Looming Tower

Alec Baldwin na minissérie The Looming Tower; ator se envolveu em acidente com arma cenográfica

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 22/10/2021 - 12h27

O disparo realizado pelo ator Alec Baldwin com uma arma cenográfica que matou cinematógrafa Halyna Hutchins e feriu o diretor Joel Souza no set do filme Rust levantou uma importante questão: é seguro trabalhar com objetos que podem levar a um acidente fatal?

O uso de armas cenográficas é comum em produções de filmes e séries. Para evitar acidentes que machuquem a equipe, as balas de verdade são trocadas por munição de festim. Elas servem como uma imitação de projéteis reais.

Apesar de as balas de festim serem utilizadas como forma de segurança para evitar o uso de projéteis reais, elas também são consideradas perigosas. Mesmo sendo raros em sets profissionais, os acidentes como o envolvendo Baldwin podem se transformar em tragédias.

O que torna mais perigoso o uso de armas cenográficas é o fato de que balas de festim são projéteis reais modificados especificamente para o uso em cena. Em muitos casos, as equipes de filmagens optam por utilizar revólveres de verdade, mas que não funcionam, para se aproximar mais da realidade. Em outras situações são utilizadas pistolas de brinquedo.

As munições modernas utilizam um cartucho que contém uma cápsula com pólvora propelente. Quando a arma é disparada, esse propelente é queimado e libera gases que fazem o disparo da bala presa na frente da cápsula.

No caso das armas cenográficas, ao invés de usar um projétil metálico, as balas de festim contém materiais como papel e algodão para o uso não letal. A modificação retira aa munição real, mas mantém o barulho, recuo e o clarão reproduzidos por armas de verdade.

Com o caso envolvendo Baldwin sob investigação, não há informações oficiais se a arma utilizada havia sido sabotada com um projétil real. Um representante do ator informou à rede BBC que o erro se deve a uma falha na de ignição na pistola.

O que dizem especialistas?

A morte de Halyna Hutchins voltou a levantar a polêmica envolvendo o uso de balas de festim em produções cinematográficas. Após o acidente, especialistas no uso de armas e personalidades de Hollywood se manifestaram sobre protocolos de segurança em sets de filmagem.

"Existem medidas básicas de segurança em cada set", apontou Mike Tristano,  armeiro que já trabalhou com Alec Baldwin, em entrevista à BBC. "Você nunca aponta uma arma, mesmo que não seja uma arma de fogo, para qualquer outra pessoa. Estou em choque com como isso pode ter acontecido e como poderia ter causado tantos danos".

"Se alguém realmente colocou uma bala de verdade lá, a primeira coisa é que ela não deveria nem sequer estar no set", disse Bill Davis, especialista em armas com experiência em produções para o cinema e TV. "Número dois, deveriam ter inspecionado visualmente uma arma primeiro colocando um lápis no cano e uma lanterna para ter certeza de que não há obstruções no mecanismo; e o número três, eles precisam inspecionar a bala que está lá."

Mesmo que existam inúmeros protocolos de segurança para evitar acidentes como o de Alec Baldwin, há pessoas que defendem a exclusão de balas de festim em produções cinematográficas. É o caso de Craig Zobel, diretor de Mare of Easttwon (2021).

"Não há mais razão para ter armas carregadas com balas de festim ou qualquer coisa no set. Deviam ser totalmente proibidas", escreveu o cineasta em sua conta no Twitter.

David Slack, experiente roteirista de TV com passagens por Magnum P.I., MacGyver (2016-2021) e Person of Interest (2011-2015), vociferou contra o uso de armas cenográficas e afirmou que elas pouco se diferenciam das utilizadas na vida real.

"Armas cenográficas são armas. As balas de festim têm pólvora de verdade. Podem ferir ou matar, e elas matam. Se você estiver em um cenário onde armas cenográficas são tratadas sem o devido cuidado e manuseio seguro, afaste-se".

Moacyr Duarte, especialista em armas com passagens por inúmeras atrações da Globo, participou do programa Encontro com Fátima Bernardes desta sexta-feira (22) para tentar explicar como teria acontecido o acidente que matou Halyna Hutchins.

"O efeito de tiro se dá em duas sequências. Tem o efeito na arma e um no corpo, que reproduz o impacto da bala. Dentro da arma, o deslocamento de ar após o tiro, dependendo da proximidade, os fragmentos --dependendo de como foi montada a bala-- ganharam projeção e podem ter atingido as pessoas que estavam a uma certa distância. Mas não sabemos as condições nas quais ocorreram o acidente", pontuou.

Para Duarte, a tragédia pode ter ocorrido durante um teste ou um ensaio para a filmagem oficial. Como os atingidos eram profissionais dos bastidores, não havia motivo aparente para Baldwin ou qualquer outro ator apontar a arma na direção da câmera.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi a melhor série documental brasileira do ano?

Web Stories

+
Última temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembre

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas