Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Racismo acadêmico

REDAÇÃO - Publicado em 5/5/2016 - 16h57

Divulgação/Roadside Attractions

Tyler James Williams em cena do filme Cara Gente Branca, que vai virar série - Divulgação/Roadside Attractions

Tyler James Williams em cena do filme Cara Gente Branca, que vai virar série

A Netflix anunciou nesta quinta (5) que transformará em série o filme Cara Gente Branca, sobre a tensão que um grupo de estudantes negros passa em uma universidade predominantemente composta por brancos. O longa, lançado em 2014, foi uma comédia premiada no circuito independente, arrebatando prêmios no Spirit Awards e no tradicional Festival Sundance de Cinema. Cara Gente Branca teve como um dos protagonista Tyler James Williams (o Chris de Todo Mundo Odeia o Chris), que deu vida ao estudante gay Lionel Higgins, escolhido para escrever um texto no jornal da faculdade sobre a ativista aluna de cinema Sam White (Tessa Thompson), uma crítica ferrenha do racismo praticado por brancos contra colegas negros na fictícia Universidade Winchester. A série terá dez episódios de meia hora cada, começará a ser filmada no final deste ano e estreará somente em 2017. 

Leia todas as Notas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.