Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Política em alta

REDAÇÃO - Publicado em 18/5/2017 - 15h12

Reprodução/TV Globo

Renata Vasconcellos durante o plantão de jornalismo de ontem (17): recorde - Reprodução/TV Globo

Renata Vasconcellos durante o plantão de jornalismo de ontem (17): recorde

O vídeo do plantão da Globo de ontem (17), em que Renata Vasconcellos anuncia uma gravação do presidente Michel Temer dando aval para a compra do silêncio de Eduardo Cunha, já é o mais assistido de todos os tempos do setor de jornalismo da emissora na internet. Postado no perfil oficial do Jornal Nacional no Facebook, o vídeo teve mais de 24 milhões de visualizações e 928 mil compartilhamentos em 18 horas. Com isso, quebrou o recorde anterior, do plantão de 2 de dezembro de 2015, com Cunha aceitando a abertura do pedido de impeachment da então presidente Dilma Rousseff; também apresentado por Renata, esse clipe soma 14 milhões de visualizações e 353 mil compartilhamentos. A crise política também aumentou o ibope do Jornal Nacional, que marcou 33,4 pontos na Grande São Paulo e igualou sua melhor audiência do ano. O Jornal da Globo, que teve um boletim especial excepcionalmente exibido antes do Profissão Repórter, teve 18,4 pontos.

Leia todas as Notas

Leia também

Web Stories

+
Bastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.