Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Âncora em apuros

REDAÇÃO - Publicado em 10/4/2017 - 18h07

Reprodução/Fox News

O jornalista Bill O'Reilly no comando do seu programa no canal Fox News - Reprodução/Fox News

O jornalista Bill O'Reilly no comando do seu programa no canal Fox News

O grupo 21st Century Fox, dono do canal Fox News, abriu uma investigação interna para analisar as denúncias de assédio sexual contra Bill O'Reilly, maior nome do telejornalismo norte-americano. A informação foi confirmada pela Fox após a entrevista da advogada de uma das vítimas ir ao ar na CNN. "Eles [advogados da Fox] me disseram que levam as denúncias a sério e que abriram uma investigação", disse Lisa Bloom ao programa Reliable Sources. A advogada defende a causa de Wendy Walsh, uma das mulheres que aceitaram receber dinheiro (juntas, elas levaram US$ 13 milhões, cerca de R$ 40 milhões) para não acusarem O'Reilly publicamente de assédio. Para o jornal The New York Times, Wendy disse que o jornalista quebrou a promessa de conseguir-lhe um emprego no canal de notícias depois que ela recusou o convite de visitá-lo em um quarto de hotel, em 2013. A última investigação interna que a Fox fez, também sobre assédio sexual, derrubou o então presidente da Fox News, Roger Ailes

Leia todas as Notas

Leia também

Web Stories

+
Divórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.