Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

Acordo de US$ 20 mi

REDAÇÃO - Publicado em 6/9/2016 - 14h34

Reprodução/Fox News

Gretchen Carlson na Fox News; empresa entra em acordo com apresentadora - Reprodução/Fox News

Gretchen Carlson na Fox News; empresa entra em acordo com apresentadora

Após dois meses, chega ao fim o processo protocolado pela apresentadora Gretchen Carlson contra o executivo Roger Ailes, ex-presidente da Fox News, acusado por ela de assédio sexual em ambiente de trabalho. A 21st Century Fox, proprietária do canal de notícias líder de audiência nos Estados Unidos, entrou em acordo com a jornalista e pagará US$ 20 milhões (R$ 64,6 milhões) a ela. Em nota publicada nesta terça (6) em seu site oficial, Gretchen declarou que está pronta para encarar "o próximo capítulo" de sua vida e disse estar agradecida pela decisão tomada pela Fox. Já a empresa, em um comunicado oficial, pediu desculpas por "Gretchen não ter sido tratada com o respeito e dignidade que ela merece". A jornalista era uma das principais âncoras da Fox News até deixar o canal, em junho. Ailes saiu da Fox News no mês seguinte por decisão do presidente do grupo Fox, Rupert Murdoch. O processo de Gretchen desencadeou outras denúncias de mulheres que também afirmam que foram assediadas sexualmente por Ailes na Fox News, incluindo a jornalista Megyn Kelly, principal nome do canal e uma das maiores estrelas do jornalismo norte-americano. 

Leia todas as Notas

Web Stories

+
Resumo de Cara e Coragem: Pat e Moa se beijam, e Samuel é vítima de tragédiaBaixarias e desrespeito: A Record perdeu o controle do Power Couple 2022?38 anos depois: O que aconteceu com os atores de Amor com Amor se Paga?Separação de Simone e briga com o ex-marido: O que aconteceu com Simaria?Vingança sangrenta: Alcides será castrado por Tenório no remake de Pantanal?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.