Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RISCO DE VIDA

Klara Castanho: Por que aborto é proibido no caso de gravidez silenciosa?

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Klara Castanho com sorriso discreto em selfie publicada no Instagram

Klara Castanho: atriz teve gravidez silenciosa após estupro e entregou o bebê para adoção

IVES FERRO

ives@noticiasdatv.com

Publicado em 2/7/2022 - 6h45

Klara Castanho teve uma gravidez silenciosa após ser vítima de estupro. A atriz de 21 anos contou que não fez boletim de ocorrência e só soube da gestação dias antes do parto. O aborto, legalizado em casos de estupro, não foi feito por escolha da atriz, que preferiu entregar o bebê para a adoção. Mas por se tratar de uma gestação silenciosa, a interrupção da gravidez seria proibida.

Atualmente, não existem leis no país que respaldem gravidezes silenciosas. A única saída, caso a mulher não queira o bebê nessa situação, é a entrega legal para a adoção --Klara passou por todos os trâmites: consulta com psicóloga, Ministério Público, juíza e audiência.

No Brasil, o aborto não é crime em casos de estupro, anencefalia (má formação do feto) ou quando a gravidez representa algum risco para a mulher. Como a famosa já estava quase no término da gestação, o aborto seria uma opção perigosa para sua própria vida.

O que é gravidez silenciosa?

A ginecologista e obstetra Viviane Monteiro explica ao Notícias da TV que a gravidez silenciosa acontece quando a gestação evolui sem que seja feito um diagnóstico. Geralmente não há percepção dos sinais e sintomas típicos de uma gravidez comum: atraso menstrual, cólicas, mamas sensíveis, e enjoos.

"A principal característica da gravidez silenciosa é justamente essa falta de sintomas e geralmente é mais comum em mulheres que apresentam amenorreia (a falta de menstruação em idade fértil), ou mulheres com intervalos longos entre uma menstruação e outra, que pode ser mais frequente em mulheres que são atletas ou obesas", descreve.

Os quadros citados acima estão associados a uma não percepção do próprio corpo, como a barriga aparecendo mais tardiamente até o final do terceiro trimestre. Caso a paciente veja atraso na menstruação, sangramentos ou note algum enjoo, inchaço ou dor de cabeça sem ver mudanças físicas, pode ser um sinal da gravidez silenciosa.

Como prevenir?

A forma de prevenção de uma gravidez silenciosa é a mesma da gestação comum: proteção com preservativos em todas relações e acompanhamento ginecológico, principalmente para quem não menstrua ou tem o ciclo irregular.

Teste de gravidez identifica casos silenciosos? A resposta é sim. Aqueles testes comprados em farmácias conseguem detectar qualquer tipo de gestação. Nesse quesito, entram também os mais completos como sanguíneo ou ultrassom.

Tudo da gravidez silenciosa é idêntica à comum. A diferença é que a primeira pode não se manifestar com sintomas físicos como o típico crescimento da barriga. Klara, por exemplo, estava com o ciclo menstrual normal e não tinha ganhado peso nem barriga.

"Quando a gravidez não apresenta sintomas, a mulher pode acabar descobrindo de diversas formas como em um exame de rotina, por algum motivo específico como preparação para cirurgia e há relatos de mulheres que só descobriram na hora do parto após dores intensas", alerta a especialista.

Confira abaixo a carta aberta de Klara:

TUDO SOBRE

Klara Castanho


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.