Televisão

MEMÓRIA DA TV

Em 1994, sexto sentido de Silvio Santos desafiou a Globo com Éramos Seis

Divulgação/SBT

O elenco da versão de 1994 de Éramos Seis: Silvio Santos usou a intuição para emplacar um sucesso

O elenco da versão de 1994 de Éramos Seis: Silvio Santos usou a intuição para emplacar um sucesso

THELL DE CASTRO - Publicado em 22/09/2019, às 06h57

Éramos Seis terá sua quinta versão na televisão brasileira a partir do próximo dia 30, na Globo. Na mais célebre produzida até hoje, a de 1994, pelo SBT, o público teve a opção de acompanhar a história em dois horários. E o método pelo qual Silvio Santos escolheu esse formato de exibição não foi nada científico.

A ideia era transmitir a novela dessa forma durante apenas 15 dias: às 19h45, após A Viagem na Globo, e uma reprise às 21h45, após Fera Ferida. Assim, o público poderia acompanhar as tramas globais e escolher o melhor horário para ver a produção que reativou o núcleo de teledramaturgia do SBT. Aquele que tivesse a melhor audiência, seria fixado na grade. O desafio não era fácil. A Viagem dava mais de 50 pontos no Ibope.

Essa estratégia de basear a programação de acordo com atrações da Globo não era novidade. Silvio fez isso em 1985, quando esperava Roque Santeiro terminar para exibir a minissérie Pássaros Feridos, e também houve uma briga em 1988 para a estreia do Cinema em Casa, com o filme Rambo.

O SBT chegou a publicar anúncios em jornais desafiando a Globo. "Mate a saudade das grandes novelas da Globo. Assista a Éramos Seis no SBT", dizia o título de uma das peças.

SBT provoca a Globo em propaganda de 1994

Para que o SBT pudesse exibir Éramos Seis em duas faixas, o Programa Livre, de Serginho Groisman, em mais uma de suas dezenas de mudanças, foi deslocado para as 17h. A linha de shows semanal, com destaque para Hebe (1929-2012) nas noites de segunda, passou a começar mais tarde. E o Jornal do SBT ficou só com uma edição, às 22h30.

De acordo com reportagem da Folha de S.Paulo de 2 de maio de 1994, a ideia do teste, evidentemente, só poderia ser de Silvio Santos. "No início da semana passada, quando todos imaginavam que a novela ocuparia apenas a faixa das 21h30, o empresário deslocou uma equipe de produção para o centro de São Paulo. Os funcionários foram às ruas com a tarefa de parar desconhecidos e indagar quando gostariam de ver Éramos Seis: se após A Viagem ou Fera Ferida", explicou o texto.

Em quatro dias, foram feitas cerca de 500 enquetes, que deram ligeira vantagem ao horário das 21h45, escolhido por 55% dos entrevistados. "Para Silvio Santos, houve empate técnico", decretou o jornal.

"A pesquisa não tem nenhum critério científico", reconheceu Guilherme Stoliar, então vice-presidente do SBT. Mesmo assim, Silvio levou a opinião do público em consideração e reservou os dois horários para a trama. 

A tática tinha uma motivação: garantir uma boa audiência para a novela --eram esperados pelo menos 12 pontos de média na Grande São Paulo. Foram investidos mais de US$ 5,5 milhões na empreitada, incluindo a construção de uma cidade cenográfica com padrão das produções da Globo.

E se Silvio Santos cometeu alguns deslizes em suas inúmeras interferências na programação do SBT, nessa estratégia ele acertou. Em 5 de junho daquele ano, a Folha informou que, somando as duas exibições, a audiência chegou a 15 pontos, preocupando a Globo. "Boni [então mandachuva global], encomendou pesquisas para avaliar quem vê a novela em cada horário", informou o jornal.

Na reta final, a audiência ultrapassou a casa dos 20 pontos. Para comemorar, após o último capítulo, no dia 26 de novembro de 1994, foi exibida uma edição especial do programa de Hebe, com a participação do elenco, um bolo e a divulgação da trama seguinte, As Pupilas do Senhor Reitor.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

A atriz Juliana Paes contracena com Bruna Hamú Caio Castro em A Dona do Pedaço, novela da Globo

REVIRAVOLTA

A Dona do Pedaço: Após drama, Maria da Paz vira o jogo e fica famosa

Julia Dalavia (Laila) e Renato Góes (Jamil) em cena de Órfãos da Terra

CRÍTICA

Após início empolgante, Órfãos da Terra se revela uma 'ejaculação precoce'

O ator Charlie Sheen em cena da segunda temporada da comédia Friends, durante episódio exibido em 1996

ANIVERSARIANTE DO DIA

Chandler em bar gay e Charlie Sheen medroso: Conheça segredos de Friends

A atriz Rachel Brosnahan segura a estatueta que ela ganhou no Emmy de 2018, por The Marvelous Mrs. Maisel

Na TV e online

Do tapete vermelho aos vencedores: Saiba como assistir o Emmy ao vivo

+ Lidas

1

Sofá, piscina e edredom: Guilherme e Tati transam em todo canto de A Fazenda

2

A Dona do Pedaço: Agno se vinga de Fabiana de maneira terrível

3

Com sangue nos olhos, Vivi muda fuga para dar o troco em Camilo

4

Flagrada em ação suspeita, Evelina é pressionada pelo noivo

5

Empresas de Valdemiro Santiago terão de pagar R$ 500 mil a Fofoquito

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Você está curtindo o programa Se Joga?
Sim, é divertido e leve.
22.27%
Não é horrível, mas também não é bom.
26.34%
Não, achei muito ruim, uma vergonha.
27.00%
Prefiro A Hora da Venenosa.
24.40%

Últimas notícias

A atriz Nívea Maria caracterizada como Evelina em A Dona do Pedaço
Juliana Paes, Bruna Hamú e Marcos Palmeira conversam em cena da novela A Dona do Pedaço, da Globo
Montagem de Bruno Gissoni como o hacker William e Nathalia Dill como Fabiana em A Dona do Pedaço
As jornalistas Liliana Junger e Carina Pereira no estúdio do Bom Dia Minas