Televisão

Carreira de sucesso

De Pintinho Amarelinho a Mamonas: 10 momentos marcantes de Gugu na TV

Reprodução/SBT

Gugu Liberato no estúdio do Domingo Legal, programa que apresentou no SBT entre 1993 e 2009

Gugu Liberato no estúdio do Domingo Legal, programa que apresentou no SBT entre 1993 e 2009

REDAÇÃO - Publicado em 22/11/2019, às 21h27

Ao longo de 38 anos de carreira, Gugu Liberato (1959-2019) marcou seu nome na história da televisão e na memória do público como um dos mais importantes apresentadores e animadores do país. Muito do destaque veio por conta dos quadros que apresentou, da briga pela audiência no Domingo Legal e pelo furor que muitos artistas conquistavam no programa.

Gugu começou a trabalhar no SBT em 1981 e logo foi considerado o "menino de ouro" da emissora de Silvio Santos. Ele fez muito sucesso no Viva a Noite, que comandou de 1982 a 1992, ignorando completamente o politicamente correto com muitos desfiles de mulheres seminuas e desafios bizarros para os famosos.

Nesse período, comandou várias outras atrações, como os game shows Cidade Contra Cidade (1988-1989) e Passa ou Repassa (1988-1994) e o musical Sabadão Sertanejo (1991-1996).

Mas foi no Domingo Legal que o apresentador teve seu auge. O programa, que ele comandou entre 1993 e 2009, começou com conteúdo parecido com o do Viva a Noite, mas passou por muitas mudanças e ganhou quadros absurdos ao longo dos anos 1990, por causa da briga de audiência com o Domingão do Faustão, na Globo. 

Relembre dez momentos marcantes da carreira de Gugu na televisão:

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Gugu acompanhava bem de perto o desfile de modelos de biquíni fio dental no Viva a Noite


Gugu assanhado, Monique e o fio dental

A cada sábado, uma modelo diferente desfilava no palco do Viva a Noite, vestindo apenas uma calcinha mínima para os padrões da época e adesivos cobrindo os seios. Como trilha sonora, a marchinha Fio Dental, que dizia: "Monique, estou passando mal, eu vi você na praia de fio dental. Tira, tira, tira o fio dental". Gugu era enfático no "tira" e quase tocava na calcinha das moças.

A plateia feminina ficava alvoroçada e gritava "assanhado" para o apresentador. Ele sempre chamava alguma participante, geralmente uma senhora, para comentar os "absurdos" trajes da modelo da vez.

REPRODUÇÃO/SBT

Gugu dançando ao lado da Galinha Azul do patrocinador; até jingle fez sucesso no programa


Dança do Passarinho e sucessos musicais

Além do Fio Dental, outra música estava presente em toda edição do Viva a Noite: a Dança do Passarinho, que Gugu cantava no final do programa.

O apresentador emplacou outras marchinhas também, algumas com clara insinuação sexual, como Pega o Meu Peru, Bota Talquinho, Baile dos Bichos, Docinho, Docinho e até a Dança da Galinha Azul (que aparecia no palco para dançar com Gugu), um jingle da Maggi, marca patrocinadora do programa. Outro enorme sucesso foi a canção Pintinho Amarelinho, hit infantil nos anos 1990.

REPRODUÇÃO/SBT

Gugu recebeu os Mamonas Assassinas no Domingo Legal em outubro de 1995, no auge deles


Gugu e os Mamonas Assassinas

O Domingo Legal foi um dos principais veículos de divulgação dos Mamonas Assassinas. Os integrantes do grupo iam quase toda semana ao programa e faziam a maior algazarra com Gugu no palco, para deleite do público. Existia uma certa competição entre o Domingo Legal e o Domingão do Faustão para ver qual das duas atrações conseguia mais participações ao vivo dos Mamonas.

Mas a morte de todos os membros do grupo foi também um marco para o programa. O acidente de avião teve grande cobertura jornalística durante o Domingo Legal de 2 de março de 1996, e a notícia de que os Mamonas tinham morrido rendeu à atração sua maior audiência da história, com picos de 47 pontos.

REPRODUÇÃO/SBT

As competições no quadro Banheira do Gugu sempre envolviam muito contato físico


Banheira do Gugu

Um dos quadros de maior repercussão era a Banheira do Gugu, em que modelos contratadas pelo programa (como Luiza Ambiel e Nana Gouvea) tinham um objetivo: impedir que famosos, como o comediante Tiririca e dançarino Jacaré, encontrassem sabonetes no fundo de uma banheira de espuma.

Durante a competição, as duplas se agarravam muito, e as moças, com biquínis mínimos, frequentemente expunham parte dos seios em rede nacional, pouco depois da hora do almoço. Em 2000, o Ministério da Justiça considerou a Banheira do Gugu erótica demais para o horário, e o SBT tirou o quadro do ar.

REPRODUÇÃO/SBT

Gugu Liberato devidamente caracterizado como taxista para o quadro Táxi do Gugu


Disfarces de Gugu

Muito antes de Luciano Huck implementar o Vou de Táxi no Caldeirão do Huck, o então apresentador do Domingo Legal já transportava passageiros no Táxi do Gugu, com um diferencial: ele se disfarçava de taxista, cada semana com uma caracterização diferente. O objetivo do quadro era importunar e fazer pegadinhas com os passageiros, que, supostamente, não sabiam que tudo estava sendo filmado.

Gugu também se disfarçava no quadro Sentindo na Pele, mas a ideia era outra: provocar emoção no público. O apresentador chegou a se transformar em um mendigo e mostrou como vivem as pessoas em situação de rua em São Paulo.

REPRODUÇÃO/SBT

O ator Jean-Claude Van Damme ficou com vergonha ao ter uma ereção no Domingo Legal


Van Damme excitado

Em 2001, o ator belga Jean-Claude Van Damme, conhecido por seus papéis em filmes de ação, foi convidado para participar do Domingo Legal. Ao vivo, ele aproveitou para dançar bem coladinho a Gretchen, que fez jus ao título de rainha do rebolado. Resultado: Van Damme teve uma ereção no ar, e Gugu fez questão de mostrar o "volume" ao público e fazer piada com a situação.

A sexualidade descabida também era explorada em outros momentos no Domingo Legal. O programa teve quadros como a Prova da Bexiga, em que um casal tinha que sentar no colo um do outro até estourar um balão, e a Prova do Striptease, em que um famoso ficava acoplado a um aparelho que media os batimentos cardíacos e precisava assistir a uma performance sensual sem deixar o coração disparar.

O apresentador entre dois integrantes da boy band brasileira Dominó, que ele ajudou a formar


Gugu e os meninos cantores

A música ocupava posição de destaque no Viva a Noite e no Domingo Legal, programas em que Gugu foi prestigiado por artistas no auge de suas carreiras. Foi no Viva a Noite que Cazuza fez sua primeira apresentação solo, após sair do Barão Vermelho, em 1985. O grupo Menudo também escolheu a atração para a primeira apresentação no Brasil, em 1984, com o hit Não Se Reprima.

A boy band Dominó também estava constantemente no palco. Gugu, que tinha um programa de rádio na época, ajudou a escolher os integrantes do grupo.

Já no Domingo Legal, ele ajudou a catapultar para o sucesso o grupo Mamonas Assassinas e o padre Marcelo Rossi. Lançou ainda a dupla Rodolfo e ET (Cláudio Chirinian). Rodolfo Carlos era repórter de Ratinho na Record e, durante uma pauta, conheceu Chirinian e criou o personagem ET. Juntos no SBT, eles ganharam fama por visitar famosos pela manhã e acordá-los fazendo estardalhaço.

No auge, Rodolfo e ET até lançaram um CD com músicas que grudavam na cabeça do público, como A Dança do ET e Meu Bichinho Virtual.

REPRODUÇÃO/SBT

Helicóptero usado para a entrega dos prêmios do Paraquedas do Gugu, no Domingo Legal


Paraquedas premiado

Milhares de pessoas olhando para o alto e correndo desenfreadas em busca de presentes que caíam do céu: era essa a premissa do quadro Paraquedas do Gugu. Um helicóptero sobrevoava um local público de uma cidade e jogava brindes para as pessoas, que ficavam alucinadas e corriam atrás do veículo.

Algumas das pessoas que recuperavam o paraquedas ainda iam até o estúdio do Domingo Legal para receber prêmios maiores, como grandes quantias de dinheiro ou eletrodomésticos e móveis.

reprodução/sbt

Cena do quadro Gugu na Minha Casa, em que o apresentador visitava seus telespectadores


Gugu na sua casa

Outro quadro que despertava sonhos no público do Domingo Legal era o Gugu na Minha Casa, em que o apresentador comandava uma gincana na residência de um telespectador. Toda a família deveria participar e buscar os objetos que Gugu pedia, como um rolo de papel higiênico ou uma meia colorida. No final, se cumprissem as missões, os familiares ganhavam prêmios.

reprodução/sbt

Modelos que participaram do quadro da camiseta molhada durante o Domingo Legal


Gatas molhadas

Gugu realizou provas e concursos em seus programas que basicamente consistiam em deixar moças com camisetas brancas molhadas, deixando os seios visíveis. No Domingo Legal, a dinâmica funcionava da seguinte forma: convidados famosos ganhavam pistolas de água para molhar as moças, e na pele delas estavam escritos os códigos necessários para abrir um cofre.

Já no Sabadão Sertanejo, as modelos dançavam em volta do palco com pouquíssima roupa, e algumas ficavam debaixo de uma ducha, com a roupa toda molhada. Havia também as que simplesmente tiravam a parte de cima do traje e mostravam os seios, desinibidas.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Aline Aguiar na bancada do Jornal Nacional

ALINE AGUIAR

Após Maju Coutinho, JN terá segunda mulher negra na bancada

Larissa Manoela em foto ousada publicada em seu Instagram: a atriz está com 18 anos

MUDANÇA NA CARREIRA

Adulta, Larissa Manoela abre o jogo sobre saída do SBT: 'Fase muito delicada'

A atriz Ellen Pompeo em cena do nono episódio da 16ª temporada de Grey's Anatomy, o último de 2019

Drama hospitalar

Grey's Anatomy se despede de 2019 com acidente, demissão e novo médico

Fábio Porchat apresentando o Que História É Essa, Porchat?, seu programa na GNT

PIADA PRONTA

Fábio Porchat se surpreende ao ser confundido com ditador

+ Lidas

1

Griselda faz Tereza Cristina engolir seu romance com René

2

Silvio exibe reunião de Bolsonaro no SBT sem cortes em palavrões

3

Germano é demitido pela própria mulher por punir filho bandido

4

Atriz entrega segredos de Poliana e enfrenta situação embaraçosa

5

Em Fina Estampa, René escorraça chantagista: 'Não vou dar um centavo’

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Qual novela a Globo deve passar após Fina Estampa?

Últimas notícias

A ex-dançarina Rita Cadillac usa máscara em entrevista ao programa Domingo Espetacular na noite de domingo (24) na Record
Leo Dias durante transmissão ao vivo com Erlan Bastos, no YouTube, em 25 de maio de 2020
Ator cujo nome não foi divulgado contracena com Marco Pigossi como elenco de apoio em Fina Estampa, da Globo
Carla Perez e Xanddy em foto publicada no Instagram em março de 2019