Séries

ATENÇÃO: SPOILERS!

Episódio final de The Good Place surpreende e emociona com reviravoltas

Reprodução/NBC

Os atores Ted Danson e Kristen Bell em cena de susto como Michael e Eleanor em The Good Place

Michael (Ted Danson) e Eleanor (Kristen Bell) tiveram seus destinos revelados no final de The Good Place

HENRIQUE HADDEFINIR - Publicado em 01/02/2020, às 05h20

A série The Good Place chamou muita atenção do público e da crítica ao retratar uma versão complexa e filosófica do que seria a vida após a morte, de forma original e ousada. Após quatro temporadas, o episódio final foi liberado para assinantes da Netflix no Brasil na sexta (31), e a atração surpreendeu pelos destinos que deu a seus personagens.

Criada por Michael Schur, que também comandou as premiadas The Office (2005-2013) e Parks and Recreation (2009-2015), The Good Place tinha nas mãos uma grande ideia, que poderia ter vários desdobramentos promissores. Sobretudo porque, com temporadas curtas e episódios de cerca de 20 minutos, não haveria motivo para esticar a história mais do que o necessário.

A protagonista é Eleanor Shellstrop (Kristen Bell), uma pessoa egoísta, arrogante, fria e gananciosa. Mas, surpreendentemente, ela vai parar no "Lugar Bom" (como é chamado o paraíso) ao morrer.

Lá, ela encontra personagens interessantes, que a acompanham até o fim da série. Há o filósofo indeciso Chidi (William Jackson), a socialite amargurada Tahani (Jameela Jamil) e o ingênuo Jason (Manny Jacinto), que também estão no "Lugar Bom". Michael (Ted Danson) é o arquiteto do referido paraíso e tem uma incrível ajudante, Janet (D'Arcy Corden).

A primeira temporada apresentou bem as peculiaridades e personalidades deles, e rapidamente muitas viradas da história foram reveladas. Mas, com isso, a série acabou entrando num looping de repetições que enfraquecia sua narrativa.

A atração foi se salvando e se mantendo popular entre o público muito por suas piadas rápidas, com referências de cultura pop. Por meio de Tahani e da hilária juíza vivida por Maya Rudolph, Hollywood foi explorada e zoada muitas vezes, com êxito. 

A temporada final, no entanto, melhorou a questão da trama e teve capítulos mais enxutos e com rumo definido. Nos últimos episódios, os protagonistas tiveram que resolver uma falha no sistema dos planos pós-morte --estava nas mãos deles salvar a humanidade.

O mais interessante é que, ao mesmo tempo em que a série foi um grande deboche com as noções cristãs de paraíso e inferno, ela apresentou uma visão otimista de redenção em seu caminho para o fim.

Michael Schur é conhecido por sua acidez, pelo humor que pode até não gerar gargalhadas, mas chama a atenção pela agressividade. Por isso, foi surpreendente que os últimos episódios tenham retratado com ternura a ideia de que a morte pode ser uma oportunidade de corrigir comportamentos e atitudes da vida terrena. Mas nada disso é feito com medidas excessivamente emocionais. Mesmo na despedida, a série se mantém debochada.

Nos minutos finais, além do inesperado destino de Michael (com comovente coerência com o personagem), é quase impossível não embargar diante das decisões tão certas e bonitas dos roteiristas para a série.

The Good Place pode ter desgastado sua fórmula muito rapidamente, mas foi uma das atrações mais originais que a TV produziu nos últimos tempos e merece todo o afeto e respeito que conquistou.

Por fim, é preciso dar destaque a uma atriz muito especial que foi responsável por todo o sucesso e carisma de sua personagem: D'Arcy Carden, injustamente, nunca foi premiada por sua Janet, mas é dela que eu vou sentir mais falta. Numa série sobre humanos, foi a não-humana quem mais soube o que é dedicação e amor.


Este texto não reflete necessariamente a opinião do Notícias da TV.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Montagem de fotos com Alane Pereira, musa da Unidos de Vila Maria, e Renata Spallicci, rainha da Barroca da Zona Sul

HORAS SEM COMER

Carnaval 2020: Musas passam fome e bebem água com limão para desfilar

Janara (Federica Fracassi), Tebe (Manuela Mandracchia) e Leptis (Lucrezia Guidone) com roupas medievais em cena da série Luna Nera

Fortes e rebeldes

Nova série da Netflix, Luna Nera foi totalmente escrita e produzida por mulheres

A atriz Guilherme Guinle segura revólver em cena da novela Salve-se Quem Puder, da Globo, na qual interpreta Dominique

SALVE-SE QUEM PUDER

Após maltratar criança, Guilhermina Guinle ganha upgrade como bandidona

As atrizes Adriana Esteves, Taís Araujo e Regina Casé em cena de discussão em Amor de Mãe

Superprotetoras

Quem é a mãe mais surtada da novela Amor de Mãe? Vote na enquete

+ Lidas

1

Totalmente Demais: Eliza vence prova e choca Carolina

2

Eliza fica devastada ao ver mãe defender padrasto abusador

3

Fina Estampa: Beatriz é humilhada e apanha no meio da rua

4

Luciano Huck vira piada após prisão de Ricardo Eletro: 'Apagou as fotos'

5

Ex de Felipe Araújo diz que foi maltratada por Luciana Gimenez na TV

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

O apresentador Dudu Camargo no comando do Primeiro Impacto
A atriz Juliana Paes (Carolina) sorri e encara Fabio Assunção (Arthur), de costas, em cena de Totalmente Demais
Arthur Aguiar em entrevista ao extinto Vídeo Show, em 2018
A atriz Lilia Cabral caracterizada com Griselda com um macacão cinza em cena de Fina Estampa