Séries

TRAGÉDIAS E TRAUMAS

De tempestade a queda de avião: Os desastres mais chocantes de Grey's Anatomy

Imagens: Divulgação/Reprodução/ABC

Em primeiro plano, Eric Dane está desolado, enquanto Ellen Pompeo chora copiosamente, com Sandra Oh ao fundo

Os atores Eric Dane, Ellen Pompeo e Sandra Oh em episódio de Grey's Anatomy com queda de avião trágica

JOÃO DA PAZ - Publicado em 26/05/2020, às 05h29

A série Grey's Anatomy gosta de uma coisa: tragédias insanas, sejam desastres naturais ou violência chocante. É o caso do episódio desta terça-feira (26), que o Sony Channel exibe às 21h, com uma nevasca tenebrosa na cidade de Seattle. Um tipo de tempestade que mata as pessoas de frio só por estarem nas ruas, desabrigadas.

Essas calamidades colocam os médicos de Grey's Anatomy em situações delicadas. Algumas catástrofes afetam a vida dos envolvidos para sempre. No caso dessa nevasca, é perigoso simplesmente ir para fora do hospital, risco que o residente Andrew DeLuca (Giacomo Gianniotti) corre para ajudar uma criança.

O pediatra Cormac Hayes (Richard Flood) recebe a notícia de que apareceu uma doação de fígado para salvar a vida de uma garotinha de seis anos. Mas, por causa da tempestade de neve, ir pegá-lo está fora de cogitação. Porém, Andrew se coloca à disposição e vai atrás do órgão. Enquanto ele embarca nessa saga congelante, a paciente sofre uma hemorragia.

A tensão provocada pelo episódio chamado de Snowblind (expressão que significa algo como "cego de neve", referência a uma música de Black Sabbath) é típica de Grey's Anatomy. Relembre cinco grandes tragédias, tais como a nevasca desta terça, que marcaram o drama hospitalar ao longo de 15 anos:

Uma barra atravessou o corpo de duas pessoas após um acidente de trem; só uma saiu viva


Acidente de trem

O primeiro desastre de todos. Um acidente de trem (sexto episódio da segunda temporada) serviu como metáfora para a vida amorosa de Meredith Grey (Ellen Pompeo), ainda uma estagiária no então hospital Seattle Grace. Entre vários passageiros que precisavam de cuidados, dois chamaram a atenção por estarem presos em uma barra de metal, que atravessou o corpo de ambos.

Bonnie (Monica Keena) e Tom (Bruce A. Young) eram amigos. Os médicos traçaram vários planos para salvá-los, mas chegaram à conclusão de que Tom teria mais condições de sobreviver se Bonnie fosse retirada da barra (o que aconteceu).

Na época, Meredith estava em uma ponta de um triângulo amoroso com Derek Shepherd (Patrick Dempsey). Ele precisava escolher a jovem residente ou se reconciliar com a sua mulher, Addison Montgomery (Kate Walsh).

Ellen Pompeo com Kyle Chandler no cangote, observados por Sandra Oh, em episódio bomba


Paciente bomba

Na TV americana, o horário mais cobiçado por uma série é depois do Super Bowl, a grande final da NFL (liga de futebol americano). Ali, dá para beliscar um pedaço da audiência que ultrapassa os 100 milhões de telespectadores. Grey's Anatomy teve essa chance em 2006, e das mãos da criadora Shonda Rhimes saiu uma trama explosiva, dividida em duas partes (16º e 17º episódios da segunda temporada).

Entre tantos pacientes com casos bizarros do drama hospitalar, que tal este? Um homem entrou no pronto-socorro com uma bomba na barriga. A mão direita da paramédica Hannah (Christina Ricci) tapou o dispositivo, e ela não podia se mexer, caso contrário tudo iria pelos ares. Hannah não aguentou ficar imóvel por tanto tempo e tirou a mão... a bomba não explodiu porque Meredith ficou no lugar dela.

Mesmo após tudo ser resolvido, Meredith saiu sã e salva até ir para um corredor e ver o esquadrão antibomba disparar o dispositivo retirado do paciente. Ela sofreu um impacto da explosão, voou para trás e bateu a cabeça no chão. Mas sobreviveu.

Gary Clark (Michael O'Neill) aponta arma para Derek (Patrick Dempsey) em Grey's Anatomy


Homem armado e perigoso

Em um dos finais de temporada mais tensos de Grey's Anatomy (episódios 23 e 24 do sexto ano), um atirador entrou no hospital matando médicos e ferindo outros tantos. Gary Clark (Michael O'Neill) estava frustrado porque cirurgiões do hospital optaram por desligar os equipamentos que mantinham a mulher dele viva, obedecendo a um pedido da própria. Clark acreditava que a companheira poderia sobreviver, acordar. Então, planejou um ato de vingança sangrenta.

Ele estava à procura de Derek, e no caminho atirava nos médicos que encontrou pela frente (dois morreram). Alex Karev (Justin Chambers), Owen Hunt (Kevin McKidd) e Derek foram alvos de tiros disparados por Clark. No final da sua cruzada macabra, o atirador escolheu tirar a própria vida em vez de ser preso.

Alex, Owen e Derek se recuperaram, mas o trauma ficou para sempre. Meredith penou com a situação, tanto por ver Derek à beira da morte quanto por fazer uma cirurgia em Owen. Ela sofreu um aborto (filho de Derek), provocado pelo estresse. Esse episódio contou com a participação de Mandy Moore (This Is Us).

Eric Dane em uma de suas últimas cenas em Grey's Anatomy; personagem foi homenageado 


Queda de avião

Outro final de temporada doloroso foi o da oitava. Grey's Anatomy incorporou o modo sobrevivência no meio do mato ao provocar um acidente de avião que levava um grupo de médicos a trabalho. A aeronave caiu em uma floresta, e Meredith, Derek, Cristina Yang (Sandra Oh) Lexie Grey (Chyler Leigh), Arizona Robbins (Jessica Capshaw) e Mark Sloan (Eric Dane) tiveram de se virar para não morrerem.

Lexie não resistiu. Mark saiu da floresta com vida, mas não durante muito tempo. Como forma de homenagem, o hospital em que trabalhavam foi rebatizado com os sobrenomes deles: Grey Sloan Memorial. Todos os sobreviventes ficaram com sequelas, mentais ou físicas. Derek fraturou a mão, e Arizona amputou a perna esquerda. Esse foi um dos últimos episódios escritos por Shonda Rhimes.

Meredith Grey (Ellen Pompeo) parou na mesa de cirurgia no dia em que faltou luz no hospital


Tempestade perfeita

Quem chegou até a nona temporada de Grey's Anatomy poderia achar que já tinha visto de tudo. Ledo engano. O final da temporada (24º episódio) contou com uma tempestade avassaladora em Seattle, que causou um blecaute no hospital, bem na hora em que Meredith estava entrando em trabalho de parto.

E tem mais! Ela precisou de uma cesárea, executada no escuro com os cirurgiões usando lanternas na cabeça. Fora isso, um ônibus explodiu após um acidente, enchendo o hospital de pacientes --e Jackson Avery (Jesse Williams) ficou ferido. Ah! Richard Webber (James Pickens Jr.) foi eletrocutado. Os eventos desse episódio repercutiram na temporada seguinte. Dessa vez, Meredith deu sorte, e seu bebê, Derek Bailey Shepherd, nasceu sem complicações.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

+ Lidas

1

Totalmente Demais: Jonatas prova amor sem limites por Wesley

2

Fina Estampa: Antenor encara 'visita da morte' no leito de um hospital

3

Novo Mundo: Anna causa a ruína de Thomas com podre

4

Fabinho implora para Cassandra dar golpe em Totalmente Demais

5

Dagmar toca o terror em Zuleika: 'Arranco cabelo'

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Paul Walker em cena do filme + Velozes + Furiosos
Luke Gross e Hlubi Mboya se encaram em cena de Corrida Mortal 3
Imagem de Paulo Vieira no quadro Como Lidar?, do Fantástico
Deborah Secco em selfie tirada com o cabelo solto e uma blusa de gola alta na cor mostarda