Novelas

Não decolou

Em crise no Ibope, Globo decide encurtar Babilônia em 3 semanas

Reprodução/TV Globo

Camila Pitanga em cena de Babilônia: novela terminará em 28 de agosto, com 143 capítulos - Reprodução/TV Globo

Camila Pitanga em cena de Babilônia: novela terminará em 28 de agosto, com 143 capítulos

DANIEL CASTRO - Publicado em 12/05/2015, às 15h06 - Atualizado em 13/05/2015, às 04h42

[Texto publicado originalmente às 15h06 de 12/5/2015]

A direção da Globo decidiu na última sexta-feira encurtar Babilônia. Projetada para ter 161 capítulos, a novela das nove perderá três semanas e acabará no 143º episódio, em 28 de agosto. Antes, iria até 18 de setembro. Ao lado de Em Família (2014), será a quarta novela das oito ou das nove mais breve dos 50 anos da Globo. O motivo do encurtamento é a baixa audiência. Com média de 25 pontos na Grande São Paulo, Babilônia tem o pior ibope das 20h/21h da história, o que afeta a média diária de toda a programação.

Com o corte, Babilônia só terá mais capítulos do que Anastácia (1967), com 125 episódios, Sangue e Areia (também de 1967), com 135, e Sol de Verão (1982), com 137. Em Família, no ano passado, também teve 143 capítulos.

Os trabalhos de A Regra do Jogo (ex-Favela Chic), de João Emanuel Carneiro, foram acelerados. Com a estreia marcada agora para 31 de agosto, a novela começará a ser gravada nas próximas semanas. Recém-egressa de Alto Astral, a atriz Giovanna Lancellotti teve que cancelar uma viagem de férias. Terá apenas uma semana de folga. Começa a trabalhar na semana que vem.

Executivos da Globo confirmam a redução de Babilônia, mas não consideram certo dizer que a produção foi encurtada, uma vez que novelas, por serem obras abertas, só ficam prontas quando terminam. Mas o fato é que havia uma previsão de 161 capítulos para Babilônia. Poderia ser extendida, como aconteceu com Império (203 episódios) e com Amor à Vida (221), mas se optou pelo abreviamento. Oficialmente, a emissora diz que não existia "um dia determinado para início ou fim" da novela.

Nas últimas semanas, a Globo lançou uma ofensiva para recuperar Babilônia. Após pesquisas detectarem rejeição ao excesso de mau-caratismo e de realidade na novela, a primeira providência foi evitar que Alice, personagem de Sophie Charlotte, virasse prostituta. Ela se tornou uma mocinha mais tradicional, para compensar a falta de empolgação do público com Regina (Camila Pitanga). 

Depois, a Globo tratou de acelerar a trama envolvendo entre Inês (Adriana Esteves) e Beatriz (Gloria Pires). O que era para ser uma relação de inveja movida a chantagem, virou uma relação de ódio com o objetivo de vingança. Um segredo que Inês guardaria até por volta do 90º capítulo veio à tona no final do primeiro mês: na adolescência, Beatriz seduzira o pai de Inês, e ele se matou na cadeia.

Com a trama mais ágil, Inês divulgou um vídeo que mostrava Beatriz beijando o pai de Regina, Cristóvão (Val Perré), que a vilã matou no primeiro capítulo. Em seguida, Beatriz tentou matar Inês. Na semana que vem, ela liquidará uma testemunha do primeiro crime.

A novela também teve mudanças de ordem moral. Beatriz, que seria uma "devoradora" de homens, passou a se relacionar apenas com um amante. Bombardeados por parlamentares evangélicos, beijos entre duas senhoras lésbicas, interpretadas por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, ficaram restritos ao primeiro e terceiro capítulos. E o personagem de Marcos Pasquim, Carlos Alberto, que seria um "gay enrustido", não teve sua homossexualidade desenvolvida na história _ele será heterossexual.


Colaboraram MÁRCIA PEREIRA e JOÃO DA PAZ


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

O bispo Edir Macedo em recente evento da Igreja Universal do Reino de Deus em Portugal -

Fé eletrônica

Edir Macedo negocia TV por R$ 300 milhões para ampliar domínio

Júlia (Isabelle Drummond) encontrará seu pai biológico em uma rede social, em Sete Vidas, novela das seis - Reprodução/TV Globo

Sete Vidas

Júlia pressiona a mãe e encontra verdadeiro pai em rede social

Luís (Thiago Rodrigues) e Branca (Maria Manoella) discutem em cena de Sete Vidas, novela das seis - Reprodução/TV Globo

Novela das seis

Sete Vidas: Luís beija terapeuta e pede divórcio a Branca

Bruna Marquezine em cena de I Love Paraisópolis, melhor estreia de novela das sete desde 2012 - Divulgação/TV Globo

Audiências de 11/5/2015

Paraisópolis tem melhor estreia às 19h em três anos

Gloria Pires em cena da novela Babilônia, da Globo; personagem vai empurrar cadeirante de escadaria - Reprodução/TV Globo

Babilônia

Beatriz empurra cadeirante e mata testemunha de crime

Gloria Vanique em participação no Bom Dia Brasil; jornalista teve sinusite e pneumonia - Reprodução/TV Globo

Gloria Vanique

Apresentadora da Globo 'desaparece' e intriga telespectadores

+ Lidas

1

Sexo e violência em novela causam estresse entre Globo e ministério

2

4 motivos para acreditar que Rebeca Abravanel é a sucessora de Silvio Santos

3

Luzia vira justiceira e se alia a Roberval e a Galdino para se vingar

4

Após morte a facadas, Remy pode 'ressuscitar' em Segundo Sol

5

Globo veta Ana Maria Braga e Márcio Garcia no aniversário da Record

ENQUETE

Enquete

O novo Vídeo Show tem chance de sucesso?

Últimas notícias

Betina (Cleo) armará contra Marocas (Juliana Paiva) em cena da novela O Tempo Não Para - Reprodução/Globo
Laureta (Adriana Esteves) conseguirá fisgar Ícaro (Chay Suede) novamente em Segundo Sol - Reprodução/Globo
Leo Jaime ao lado da bailarina Larissa Parison, sua professora na Dança dos Famosos 2018 - Divulgação/Globo
Beto (Emilio Dantas) ficará transtornado com saque em conta conjunta e assassinato do irmão - Reprodução/TV Globo