Novelas

CRÍTICA

Desgaste de Segundo Sol mostra que Globo precisa encurtar suas novelas

Reprodução/TV Globo

Até Giovanna Antonelli aparenta estar cansada da repetição das histórias de Luzia em Segundo Sol - Reprodução/TV Globo

Até Giovanna Antonelli aparenta estar cansada da repetição das histórias de Luzia em Segundo Sol

RAPHAEL SCIRE - Publicado em 09/11/2018, às 05h36

Segundo Sol chega ao fim marcada pelo desgaste. Esgarçada ao longo de seis meses, a novela deixou claro que não tinha fôlego para ficar tanto tempo no ar. Revelações fracas, situações repetitivas e viradas estapafúrdias tornaram uma história que tinha tudo para ser um estouro em uma bomba-relógio que por muito pouco não explode de vez.

Nem mesmo o segredo de Laureta (Adriana Esteves) e Karola (Deborah Secco) foi suficiente para segurar a atenção do público. A entrada de Dulce (Renata Sorrah) mostrou que faltou um melhor planejamento à história.

A principal revelação da novela coube a uma personagem secundária que entrou apenas na reta final. É pertinente o questionamento: se Dulce era tão importante assim, por que demorou tanto para entrar em cena?

João Emanuel Carneiro também apelou para situações constrangedoras, como o longo sequestro da família Athayde, um caso típico de encheção de linguiça. O recurso clichê da falsa morte também foi usado à exaustão. Primeiro com Beto Falcão (Emílio Dantas), depois com Remy (Vladmir Brichta).

Isso para não falar do segundo julgamento de Luzia (Giovanna Antonelli), prova de que Segundo Sol girou em círculos da segunda metade até o fim. A mesma situação, com a mesma personagem deixou a novela cansativa e tirou o brilho de Antonelli, que começou bem, mas não rendeu por conta da heroína fraca que tinha em mãos.

Já o núcleo de humor, capitaneado por Gorete (Thalita Carauta) e Clóvis (Luis Lobianco), foi uma das coisas mais sem graças vistas em novelas nos últimos anos. Simplesmente não divertia. Pelo contrário, irritava todas as vezes em que entrava no ar justamente por dar a impressão de que estavam ali para cumprir tabela e encher a história com cenas irrelevantes.

Houve, porém, tramas paralelas interessantes, apesar de requentadas de outras novelas do autor: Nice (Kelzy Ecard) e a relação abusiva que tinha com Agenor (Roberto Bonfim), e o triângulo amoroso entre Maura (Nanda Costa), Ionan (Armando Babaioff) e Selma (Carol Fanzu), que culminou em uma tentativa de "cura gay", uma recorrência nas histórias de Carneiro.

Aliás, o poliamor também se repetiu em Segundo Sol com o Naná (Arlete Salles), Nestor (Francisco Cuoco) e Dodô (José de Abreu). E mais uma vez no casarão ocupado, em um arco pouco inspirado (e logo abandonado) de Acácio (Danilo Ferreira), Renatinha (Gabriela Moreyra) e Ludi (Ella Nascimento).

Rosa (Letícia Colin), após um período completamente frio, foi, como no início da novela, a melhor parte da reta final, com sua redenção trabalhada de maneira crível. Letícia Colin sai gigante de Segundo Sol. Madura, segura e pronta para desafios maiores. Deborah Secco, apesar de um começo turbulento, também merece destaque a partir do momento em que Karola enlouquece.

Por fim, faltou a Segundo Sol o principal: uma história de peso. A novela teria sido excelente se tivesse durado três, quatro meses, no máximo. Tinha trunfos como um elenco entrosado, uma direção segura e ainda a música como pano de fundo para ajudar no seu desenvolvimento.

Porém, com a duração que teve, o folhetim termina sem recursos que prendessem de fato o público para além da inércia do hábito de assistir a um folhetim das nove.

Isso aponta para outro fator, mais urgente: a necessidade de se rever o tamanho das novelas como um todo. Até que ponto esticar a narrativa em prol da viabilidade comercial das tramas (afinal, elas precisam dar muito lucro) não compromete a qualidade das histórias que são contadas?

Segundo Sol é a prova de que, nesse caso, menos poderia ter sido muito mais.

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Últimas de Segundo Sol

Beto Falcão (Emílio Dantas) foi manipulado do começo ao fim de Segundo Sol, da Globo - Reprodução/TV Globo

EMILIO DANTAS

De traficante odiado a protagonista apagado: Ator sofre com maldição do mocinho

Rosa (Letícia Colin) e Valentim (Danilo Mesquita) ficaram  juntos e 'grávidos' no final da novela das nove - Fotos: Reprodução/TV Globo

Sem sentido

Segundo Sol termina esquizofrênica com incesto ignorado

Laureta (Adriana Esteves) dará cobertura para a filha em plano de sequestro nas cenas finais - Reprodução/TV Globo

Sequestro

Segundo Sol: Armada, Laureta invade a casa de Luzia e rouba bebê

Deborah Secco em cena de Segundo Sol; Karola vai morrer para salvar o filho postiço no final - Reprodução/TV Globo

Último capítulo

Morte da redenção, rapto e uísque na cadeia: como termina Segundo Sol

Juliana Nalu (Marina) e Chay Suede (Ícaro) gravam cenas finais de Segundo Sol em Salvador - Reprodução/Instagram

Sem Rosa

Segundo Sol: Ícaro se apaixona por marisqueira e repete história de Luzia

Resumos semanais

Resumo da novela Segundo Sol: Capítulo de 7 de novembro


Valentim (Danilo Mesquita) em cena exibida no penúltimo capítulo de Segundo Sol, da Globo - Reprodução/TV Globo

DANILO MESQUITA

Ator diz que foi mais difícil interpretar Valentim do que suicida

Outras novelas

Leia também

Betina (Cleo) ficará assustada com o comportamento de Lúcio (João Baldasserini) em O Tempo Não Para - Reprodução/TV Globo

Déja vu

O Tempo Não Para: Irmão de Emílio trata Betina como sua noiva morta

A atriz Claudia Raia durante entrevista para o programa Viver do Riso, no ar no canal Viva - Reprodução/Viva

Na TV Pirata

Claudia Raia revela briga com diretor para fazer papel de lésbica na TV

Celso Portiolli no palco do Teleton 2016: apresentador foi criticado por defender campanha controversa - REPRODUÇÃO/SBT

TRETA NO TWITTER

SBT faz Portiolli apagar ofensas por medo de prejudicar Teleton

Izabella Camargo em uma das quatro entradas que fez em seu último Hora 1, em 14 de agosto: esgotada - Imagens: Reprodução/TV Globo

Izabella Camargo

'Fui punida por ter ficado doente', diz jornalista demitida pela Globo

Fernanda Lima, Rodrigo Hilbert, Otaviano Costa e Micaela Góes se deram bem como apresentadores - Renato Rocha Miranda/TV Globo e Reprodução/Instagram

REINVENÇÃO

Sete atores meia-boca que salvaram a carreira virando apresentadores

+ Lidas

1

Éramos Seis: Carlos 'volta do túmulo' para realizar sonho de Lola

2

Amor de Mãe: Lurdes sofre com assassinato e traição dentro de casa

3

Éramos Seis: Candoca dá pista sobre origem dos surtos de Justina

4

Amor de Mãe: Vitória se desespera após o sumiço do filho mais novo

5

Com famosos que ninguém conhece, Globo transforma BBB20 em A Fazenda

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

ENQUETE

Enquete

O que você mais quer ver no BBB20?

Últimas notícias

Danilo (Chay Suede) briga com Thelma (Adriana Esteves) em cena de Amor de Mãe, novela das nove
Gisele (Sheron Menezzes) conversa com Yuri (Marcello Melo Jr.) no bar em cena de Bom Sucesso
Montagem dos autores Benedito Ruy Barbosa, Walther Negrão e Aguinaldo Silva
O flameguista Bruno Henrique comemora gol marcado pelo Flamengo no Campeonato Brasileiro