Daniel Castro

QUARENTENA

Quatro meses de reprises: Globo planeja voltar a exibir Amor de Mãe só em agosto

João Miguel Júnior/TV Globo

Lilia Cabral chora desesperada em cena de Fina Estampa em que o filho de sua personagem sofre um grave acidente e é levado em uma maca

Lilia Cabral e Caio Castro (na maca) em cena de Fina Estampa: novela deverá ficar no ar até agosto

DANIEL CASTRO - Publicado em 07/04/2020, às 06h07

A Globo trabalha com a hipótese de reprisar a novela Fina Estampa até meados de agosto, quando pretende retomar a exibição de Amor de Mãe, interrompida em março por causa do novo coronavírus. A emissora projeta voltar aos estúdios em julho, primeiramente com a novela das nove. A ideia é manter a saga de dona Lurdes (Regina Casé) no ar até meados de outubro, início de novembro, para não prejudicar a estreia da próxima trama das 21h, Um Lugar ao Sol.

Assim como Salve-se Quem Puder, a novela das sete, Amor de Mãe precisa de um mês de gravações para abrir uma frente de segurança de capítulos prontos. Os autores não deixaram de escrever, mas reduziram o ritmo alucinante.

A grande dúvida é como serão retomadas as gravações. Fala-se em medidas de segurança como o controle de temperatura no acesso aos estúdios. Em tempos de distanciamento físico, autores e diretores terão que usar mais a imaginação para evitar cenas de beijos.

Executivos da área artística da Globo acreditam que o contágio do novo coronavírus terá seu pico no final de abril, começo de maio, e que a quarentena só deverá ser afrouxada a partir de junho. O início das gravações, contudo, vai depender da recuperação especificamente no Rio de Janeiro, onde ficam os Estúdios Globo.

Entre 100 e 150 profissionais passam diariamente por um estúdio de novela, um ambiente fechado e frio, e a Globo só voltará a produzir dramaturgia quando a pandemia estiver controlada e a empresa se sentir segura.

Fina Estampa (2011), Totalmente Demais (2015) e Novo Mundo (2017) podem ser maiores ou menores, conforme as necessidades da Globo. O ritmo de edição de Fina Estampa confirma a expectativa de quatro meses de reprises. Cerca de 35% de seus diálogos têm sido eliminados na ilha de edição. Se esse ritmo for mantido até o final, a trama do recém-dispensado Aguinaldo Silva vai até meados de agosto. 

Por enquanto, a audiência das reprises não é um problema para a Globo. Pelo contrário, Fina Estampa está com mais ibope do que Amor de Mãe. Mas é necessário se considerar que há mais televisores ligados e que a novela se beneficia do Jornal Nacional, em alta, e do Big Brother Brasil.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Compartilhe: Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter Compartilhe no Twitter

Curta no Facebook Curta no Facebook
Siga no Twitter Siga no Twitter

Leia também

Comentários

Carregando… Carregando...