Juan Paiva rouba a cena em
Um Lugar ao Sol; conheça
a história do ator

INTERPRETA RAVI

No ar há três semanas, Um Lugar ao Sol
não abriu espaço somente para o galã
Cauã Reymond brilhar. Na verdade,
Juan Paiva, ator coadjuvante da trama,
tem roubado a cena no folhetim.

Foto: Divulgação/TV Globo

Ele interpreta Ravi, o melhor amigo de
Christian (Cauã Reymond). Os dois
cresceram juntos em um orfanato de
Goiânia e, depois, decidiram dividir
uma casa no Rio de Janeiro.

Foto: Divulgação/TV Globo

Assim como seu personagem, Paiva tem uma
origem simples. O ator de 23 anos mora no
Vidigal, comunidade fluminense, e não pretende
se mudar. “A galera do morro é legal, gente
fina
", declarou em entrevista à Patrícia Kogut.

Foto: Reprodução/Instagram

Ele iniciou a vida artística em 2010, quando
interpretou, aos oito anos, Wesley no filme
5x Favela - Agora por Nós Mesmos. Na Globo,
já fez três trabalhos além de Um Lugar ao Sol.

Foto: Reprodução

A estreia na emissora foi em 2015 na novela
Totalmente Demais. Dois anos depois, viveu
Anderson em Malhação - Viva a Diferença,
papel que repetiu na série As Five, do Globoplay.

Foto: Reprodução/TV GLOBO

No cinema, além de ter trabalhado nas
comédias Vendo ou Alugo (2013) e Correndo
Atrás (2019)
, Paiva protagonizou o filme M8 -
Quando a Morte Socorre a Vida
em 2020.

FOTO: DIVULGAÇÃO/PARIS FILMES

Na produção de Lícia Manzo, o personagem de
Juan conhece Joy (Lara Tremourux) e se apaixona.
Na vida real, o ator tem uma companheira
com quem divide a vida há oito anos.

FOTO: DIVULGAÇÃO/TV GLOBO

Ele é casado com Luana Souza e tem uma
filha de sete anos chamada Analice.
Os dois se conheceram quando
ainda estavam na escola.

Foto: Reprodução/Instagram

A gente se gostou e até hoje se 
incentiva muito. Para durar oito 
anos, a gente conversa bastante”, 

- disse em entrevista à Patrícia Kogut.

Foto: Reprodução/Instagram

Para o seu papel em Um Lugar ao Sol,
o carioca admitiu que usou experiência
própria em uma das cenas. Na ocasião, o
personagem é parado pela polícia e acusado
injustamente de ter furtado um celular.

FOTO: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Tem horas em que não dá pra a gente viver 
leve, tranquilo, porque toda hora a gente 
fica preocupado com algo que pode 
acontecer. E, quando acontecer, a gente 
tem que agir na educação, no respeito. 
Mas tem situações que são muito cruéis”, 

- desabafou durante o Encontro
com Fátima Bernardes.

FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

E-MAIL
contato@noticiasdatv.com

IMAGENS
Divulgação/TV Globo
Globo/João Miguel Júnior
Reprodução/Instagram
Divulgação/Paris Filmes
Reprodução/TV Globo

TEXTO
Isabel Mello

FICHA TÉCNICA

29/11/2021

EDIÇÃO
Tamires Baldessin