MENOS IGREJA

Record usa greve dos caminhoneiros para testar jornal às 5h da manhã

REPRODUÇÃO/RECORDTV

Bruno Peruka no Balanço Geral Manhã de sexta-feira: mais uma hora no ar nesta segunda-feira (28) - REPRODUÇÃO/RECORDTV

Bruno Peruka no Balanço Geral Manhã de sexta-feira: mais uma hora no ar nesta segunda-feira (28)

GABRIEL SOUZA - Publicado em 27/05/2018, às 21h13 - Atualizado em 28/05/2018, às 05h03

A Record aproveitou a greve dos caminhoneiros para testar o impacto que a antecipação de seus noticiários matinais pode provocar na audiência. Nesta segunda (28), a emissora colocou no ar às 5h um plantão de jornalismo, concorrendo com o Hora 1, da Globo. Se for bem no teste, a emissora passará a exibir a partir desse horário, e não mais às 6h, o Balanço Geral Manhã, tirando uma hora da programação religiosa da Igreja Universal.

A decisão foi tomada pela cúpula da Record no final da tarde de domingo (27) e surpreendeu os profissionais que trabalham no Balanço Geral Manhã, São Paulo no Ar e Fala Brasil. Eles acreditavam que a mudança aconteceria só em junho, conforme antecipou o Notícias da TV.

Produtores que fizeram plantão no final de semana foram avisados que teriam de estar novamente na emissora à 1h30 da manhã desta segunda. Eles receberam um e-mail de Virgilio Abranches, diretor de núcleo do Jornalismo responsável pelos três jornais matinais.

A pressa em realizar a mudança tem motivo. Com a cobertura da greve dos caminhoneiros, a audiência da emissora chegou a quintuplicar em alguns horários. No sábado, o Fala Brasil chegou a ter picos de 13 pontos, segundo dados preliminares do Ibope na Grande São Paulo, contra 6 do É de Casa, da Globo. 

Se o Balanço Geral Manhã emplacar às 5h, a Record terá de ceder espaço para um boletim religioso da Universal por volta das 19h, no horário de pico do Cidade Alerta.

Com a ampliação do Balanço Geral Manhã, a Record dá mais uma chance ao apresentador Bruno Peruka, que assumiu o telejornal em março.

A Record começa o dia com uma enorme desvantagem em relação à Globo e SBT por conta da programação religiosa da madrugada. Das 5h às 6h da manhã, entre 17 de abril e 16 de maio, a emissora teve apenas 0,4 ponto na Grande São Paulo, contra 3,5 do SBT (com o SBT Notícias, que reprisa as mesmas reportagens desde 1h da manhã) e 5,2 da Globo (com o Hora 1).

O Balanço Geral Manhã não consegue decolar entrando às 6h. Apesar de mais que quadruplicar o público da Record (de 0,4 para 1,8), continua muito longe da Globo (8,9) e SBT (3,9). Sem força, a Record perde para o SBT até o final do São Paulo no Ar, às 8h30.

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook