Corte de gastos

Record demite 25 funcionários e reduz programa de Geraldo Luis pela metade

Divulgação/RecordTV

Geraldo Luis, apresentador do Domingo Show, que terá duração reduzida para duas horas - Divulgação/RecordTV

Geraldo Luis, apresentador do Domingo Show, que terá duração reduzida para duas horas

DANIEL CASTRO - Publicado em 07/02/2018, às 06h31 - Atualizado às 18h06

A Record demitiu nesta quarta-feira 25 dos quase 60 profissionais que integravam a produção do Domingo Show, programa de Geraldo Luis. A atração terá sua duração reduzida das atuais quatro horas e meia para duas. Além disso, perderá auditório e musicais no palco. Ficará apenas com as reportagens do apresentador e seus colaboradores.

As duas horas e meia que o Domingo Show perderá serão ocupadas por uma compilação de antigos humorísticos da casa, como o Show do Tom (2004-2011), a Escolinha do Barulho (1999-2001), a Escolinha do Gugu, quadro do Programa do Gugu (2009-2013), e participações do grupo Hermes e Renato na fase inicial do Legendários (2010-2016).

O humorístico de material reciclado foi a solução mais barata que a Record encontrou para reduzir o prejuízo que vinha tendo com o Domingo Show. Com o "novo" programa, a emissora só deverá ter gastos com direitos conexos.

Até Geraldo Luis deverá ser afetado com os cortes. Ele ficará com menos verbas para viajar pelo país para gravar seus "causos".

A equipe do programa foi reduzida à metade. Alguns profissionais conseguiram salvar seus empregos porque serão aproveitados em outros jornalísticos da emissora, ocupando vagas que estavam abertas.

A situação do Domingo Show poderia ser ainda pior. Por muito pouco, a atração não teve seu fim decretado na virada de ano.

Conforme antecipou o colunista Ricardo Feltrin, do UOL no início de janeiro, estudos concluíram que o caráter popularesco do programa atrai público das classes C, D e E, que eventualmente até o colocam na liderança do Ibope, mas o dinheiro que fatura com anunciantes não paga sequer seus custos de produção, muito elevados.

A troca de metade do Domingo Show por um humorístico requentado faz parte de uma nova política da Record, que busca se consolidar como uma empresa rentável.

Nessa nova realidade, programas deficitários como o Legendários já foram extintos, e o Domingo Show ganhou sobrevida apenas por causa da boa audiência. O Programa da Sabrina também está sob alerta. Exibida aos sábados, a atração não fatura o que a emissora espera dela.

 

 

Enquete

O que você está achando de Segundo Sol?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook