OS TRAPALHÕES

Elogiado por Renato Aragão, Mumuzinho dormia ouvindo a voz de Mussum

João Cotta/TV Globo

Mumuzinho caracterizado como Mussa no remake de Os Trapalhões: elogios do eterno Didi - João Cotta/TV Globo

Mumuzinho caracterizado como Mussa no remake de Os Trapalhões: elogios do eterno Didi

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 17/07/2017, às 07h06

Conhecido como cantor e pelas participações no programa Esquenta (2011-2017), Mumuzinho mostrará seu lado ator ao grande público a partir desta segunda (17), quando o canal Viva estreia a nova versão de Os Trapalhões. Na pele de Mussa, o músico ganhou elogios de Renato Aragão por sua interpretação. Ele conta que, para incorporar o personagem, escutava áudios de Antônio Carlos Bernardes Gomes, o Mussum (1941-1994), que, ao contrário do que muita gente pensa, não foi seu pai.

"Eu já tinha um pouco de semelhança com o Mussum, nós dois viemos do samba, temos uma pegada engraçada. Ele falava que não era propriamente um humorista, mas que era cômico, caricato. Então, para poder fazer o que ele fazia, eu tive que entrar fundo, cair na história, buscar tudo. Para copiar a voz dele, por exemplo, eu dormia ouvindo áudios em que ele falava", conta o artista de 33 anos.

Além da dedicação, Mumuzinho também contou com um pouco de sorte: "A família dele [Mussum] mora no meu prédio. Então, antes de ir gravar, eu passava no apartamento em que eles vivem, conversava com os filhos dele. O Sandro [Gomes, filho de Antônio Carlos] me ajudou muito em todo o processo", lembra.

As estratégias de procurar a família de Mussum e de se jogar de cabeça na pesquisa do trapalhão agradaram a Renato Aragão, que inicialmente não confiava na capacidade do músico em assumir um personagem tão marcante para a televisão.

"Olha, eu não botava muita fé. Ele é ritmista, cantor, não tem nada a ver com Os Trapalhões. Mas me surpreendeu muito. Ele assumiu o Mussum com muita verdade. Porque o Zacarias [que no remake é Zaca, vivido por Gui Santana] é mais fácil, tem a peruca, a risadinha, os trejeitos de menino que não quer crescer. O Mussum é mais complicado, e o Mumuzinho deu conta do recado", elogia Aragão.

Apesar de já ter participado de filmes como Cidade e Deus (2002) e Tropa de Elite (2007), Mumuzinho entende que Os Trapalhões é seu grande desafio como ator. Mas não se abala com as eventuais críticas que o projeto vai receber, já que as comparações com o quarteto original serão inevitáveis.

"Nós não estamos aqui tentando ser iguais a ninguém", minimiza o músico e ator. "Nós queremos fazer com que o público se divirta e relembre outros tempos. Se alguém assistir e pensar: 'Caraca, os caras eram engraçados, né?', sinto que cumprimos nossa missão com esse projeto".

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Maratona heroica

Os atores Candice Patton e Grant Gustin em cena do crossover de heróis da DC - Divulgação/The CW A Warner exibirá na próxima sexta-feira (1º) a quarta edição do crossover anual do chamado Arrowverse, universo que engloba as séries Supergirl, Arrow, Flash e Legends of Tomorrow. Serão exibidos quatro episódios na sequência, um ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Você pretende assistir Apocalipse, nova novela da Record?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook