Memória da TV

De Siliclone a Paraguaia: relembre as novelas mais esdrúxulas dos 25 anos do Casseta

Divulgação/TV Globo

Os humoristas Cláudio Manoel e Reinaldo em cena da sátira Paraguaia, do Casseta & Planeta - Divulgação/TV Globo

Os humoristas Cláudio Manoel e Reinaldo em cena da sátira Paraguaia, do Casseta & Planeta

REDAÇÃO - Publicado em 28/04/2017, às 06h33

Há 25 anos, em 28 de abril de 1992, estreava na Globo o Casseta & Planeta, Urgente!, humorístico que marcou época pela irreverência e pela ousadia com que tratava a programação da própria emissora. Quadros que satirizavam as novelas da Globo faziam sucesso com títulos esdrúxulos, interpretações toscas e ridicularização de atores consagrados. Eram os casos de Siliclone, Mulheres Recauchutadas e Sem Hora pro Intestino.

Apesar do escracho, os comediantes Bussunda (1962-2006), Reinaldo Figueiredo, Hélio de la Peña, Cláudio Manoel, Beto Silva, Marcelo Madureira, Hubert Aranha e Maria Paula ganharam a admiração de atores e autores das novelas.

Manoel Carlos, por exemplo, chegou a declarar publicamente que era fã de duas versões que o Casseta fez de suas novelas: Esculachos de Família (baseada em Laços de Família, de 2000) e Mulheres Recauchutadas (de Mulheres Apaixonadas, em 2003).

Relembre sete sátiras de novelas marcantes do Casseta & Planeta:

reprodução/globo

Melconha levou drogas para o bar de Dona Jura e foi expulsa do local em O Siliclone

O Siliclone (2001)
A sátira de O Clone escancarava os comentários do público sobre o fato de a novela ter transições muito rápidas entre o Brasil e o Marrocos: os personagens de O Siliclone viviam em "ponte-aérea" entre os dois países. A protagonista Jade foi chamada de Jadeu, porque ficava dividida entre os Murilos "Bonícios" da trama (os personagens Lucas e Léo eram interpretados por Bussunda e Marcelo Madureira). A personagem Mel (Débora Falabella), viciada em drogas, era vivida por Maria Paula e apelidada de Melconha.

divulgação/globo

Raj (Rodrigo Lombardi) encontrou Rajubert (Hubert) em capítulo de Com a Minha nas Índias

Com a Minha nas Índias (2009)
Até os atores Rodrigo Lombardi e Dira Paes, de Caminho das Índias, fizeram participações especiais em Com a Minha nas Índias. No último capítulo da sátira, Raj (Lombardi) encontrou Rajubert (Hubert) vendendo mercadorias roubadas na Índia. Já Morninha (Maria Paula) recebeu a visita de Norminha (Dira) e criou uma indústria de leite adulterado para que várias mulheres também pudessem seguir a trama da personagem, que colocava o marido para dormir e ia para a farra.

divulgação/globo

Comediantes do Casseta no cenário 'falsificado' de Paraguaia, paródia da novela Araguaia

Paraguaia (2010)
A versão de Araguaia era muito simples: com um P no início, se tornava Paraguaia. Todos os itens do cenário "falsificados". O cavalo era de papelão, o uísque era de péssima qualidade, o rio era feito de papel e plástico colorido. A protagonista era "Créo" Pires, interpretada por Cláudio Manoel.

divulgação/globo

Hubert e Maria Paula fizeram os papéis de Camila Pitanga e Rodrigo Santoro no Casseta

Mulheres Recauchutadas (2003)
Tony Ramos interpretava um saxofonista em Mulheres Apaixonadas. Na versão do Casseta & Planeta, os célebres pelos do ator saíam por todos os orifícios do instrumento. Rodrigo Santoro, galã da trama, era interpretado por Maria Paula, e quem fazia o papel da alcóolatra Santana (Sócana, na versão escrachada) era Reinaldo. Na época em que Mulheres Recauchutadas ia ao ar, o programa tinha médias de 35 pontos, patamar que nem as novelas das nove alcançam mais.

reprodução/globo

Cláudio Manoel na pele de Edu, o "namorado de Marília Gabriela" em Esculachos de Família

Esculachos de Família (2000)
A paródia de Laços de Família fazia graça com a estreia de Reynaldo Gianecchini na TV. A falta de expressividade do ex-modelo era motivo de piada. Giane era chamado de "namorado de Marília Gabriela interpretando o namorado de Vera Fischer". E Marília Gabriela, que não tinha nada a ver com a novela, virava personagem do quadro do Casseta, sob a intepretação de Hélio de la Peña, e fazia entrevistas com os personagens.

reprodução/globo

Hélio de la Peña viveu Maria Escura, personagem principal da sátira de Celebridade

Famosidade (2003)
A protagonista de Celebridade (2003), Malu Mader, não só aprovou como disse em entrevista ao Vídeo Show que uma de suas melhores lembranças do Casseta & Planeta era a versão do programa de sua personagem. Na pele de Hélio de la Peña, Maria Clara Diniz virou Maria Escura em Famosidade. Já no núcleo pobre da novela, o destaque era para o bombeiro Vladimir e suas falas cheias de duplo sentido, como "apagar o fogo dela" e "segurar a mangueira". 

REPRODUÇÃO/GLOBO

Susana Vieira ao lado de Hubert, que interpretava a versão do Casseta da vilã Nazaré

Sem Hora pro Intestino (2004)
A paródia de Senhora do Destino começava pela abertura da novela. Em Sem Hora pro Intestino, a música ficava assim: "As fotos coloridas são de atores da Globo, as preto-e-branco devem ser de figurantes". A protagonista Farinha do Carmo foi interpretada por Hubert e por Luana Piovani, que fez participação especial. A sátira brincava com a fama de "garanhão" de José Mayer e com o fato de uma personagem da novela apanhar do marido em casa.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Ticiana sem contrato

Ticiana Villas Boas em gravação do reality show Bake Off Brasil no ano passado - Reprodução/SBT A jornalista Ticiana Villas Boas vai ficar sem contrato com o SBT a partir de agosto, após o final do programa Duelo de Mães, que ela apresenta atualmente aos sábados. Sem contrato, a mulher do ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

O que você está achando da abordagem da transexualidade em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook