Não está fácil pra ninguém!

Crise econômica chega a desenho animado: Bob Esponja é demitido

Divulgação/Nickelodeon
O desolado Bob Esponja recebe visita do seu amigo Patrick no episódio Bob Esponja, Vocé está Demitido
Por REDAÇÃO, em 31/10/2013 · Atualizado às 14h34

A crise econômica chegará ao desenho animado Bob Esponja, cujo principal público é infantil. Segundo o jornal New York Post, o personagem Bob Esponja será demitido do Siri Cascudo, restaurante em que trabalha há 14 anos.

O episódio SpongeBob, You're Fired (Bob Esponja, Você está Demitido) vai ao ar nos Estados Unidos no próximo dia 11 pelo canal Nickelodeon. Ainda não há previsão de quando o episódio será exibido no Brasil.

Na história, nem a cidade submarina Fenda do Biquíni fica livre das dificuldades econômicas enfrentadas pelas empresas no mundo acima do mar. O ganancioso dono do restaurante Siri Cascudo, Seu Sirigueijo, demite Bob Esponja por perceber o quanto irá poupar se tirar o leal funcionário da folha de pagamento.

Bob Esponja, com sua boa vontade peculiar, pede até para trabalhar de graça, mas Seu Sirigueijo​ não aceita por considerar isso ilegal. Além disso, ele perderia a licença do estabelecimento.

O presidente de conteúdo do Nickelodeon, Russell Hicks, disse ao Post que "como sempre, apesar desse contratempo, o otimismo eterno de Bob Esponja irá prevalecer, dando uma mensagem positiva para todos".

Compartilhe:

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

SBT bate Record

O SBT fechou junho três décimos acima da Record na média diária do Ibope na Grande São Paulo. A rede cravou 5,7 pontos, contra 5,4 da concorrente. Nos últimos 12 meses, a TV de Silvio Santos só perdeu a vice-liderança para a Record em abril. A Globo encerrou junho com 11,3 pontos de média nas 24 horas do dia, apenas 0,5 a menos do que em fevereiro _ou seja, o fiasco de Babilônia não teve efeito devastador.