OS DEFENSORES

Reunião de heróis da Netflix faz piada e corrige erros de Punho de Ferro

Sarah Shatz/Netflix

Finn Jones interpreta Danny Rand, o Punho de Ferro: após 'remendo', personagem melhora - Sarah Shatz/Netflix

Finn Jones interpreta Danny Rand, o Punho de Ferro: após 'remendo', personagem melhora

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 19/08/2017, às 06h50

Detonada pela crítica e rejeitada pelo público, Punho de Ferro é um dos maiores fracassos da história da Netflix. Até a plataforma de streaming parece ter aceitado que a série não agradou. Tanto que em Os Defensores, minissérie que estreou na sexta-feira (18), o herói místico é o principal alvo das piadas dos colegas. A nova produção também se esforça para corrigir os erros de Punho de Ferro, como as cenas de luta mal coreografadas e a falta de personalidade do protagonista.

As brincadeiras bem-humoradas são feitas com base na trama surreal que envolve Danny Rand (Finn Jones). Ao contrário de Matt Murdock (Charlie Cox), Jessica Jones (Krysten Ritter) e Luke Cage (Mike Colter), que têm superpoderes mas vivem em uma Nova York bastante realista, o universo do Punho de Ferro envolve ressurreição, dragões, magia, universos paralelos e guardiões que podem viver durante milênios.

São elementos de mitologia que funcionam bem nas histórias em quadrinhos, mas parecem estranhos quando adaptados para uma série de TV _especialmente aquelas que tentam se basear no mundo real, como vinha sendo feito até então. E Defensores se utiliza muito bem desse estranhamento para divertir o público.

Quando Rand conta que precisou lutar com um dragão para assumir o manto imortal do Punho de Ferro, Luke Cage apenas dá risada, inconformado com o relato aparentemente absurdo. Jessica também pergunta se o bilionário está usando drogas quando ele tenta explicar as questões místicas do Tentáculo, facção maligna que os quatro precisam destruir. 

Outros pontos fracos de Punho de Ferro parecem ter merecido atenção especial da Marvel e da Netflix na nova minissérie. As cenas de luta, detonadas pela crítica anteriormente, desta vez impressionam bastante.

O principal exemplo ocorre no fim do terceiro episódio, na cena que marca o primeiro encontro dos quatro heróis. Danny Rand invade o prédio do Tentáculo para ameaçar a vilã Alexandra (Sigourney Weaver), mas acaba se deparando com dezenas de ninjas. As artes marciais dos guerreiros rendem uma sequência de tirar o fôlego.

Os roteiristas também se esforçaram para dar uma personalidade mais agradável a Rand. Sim, o bilionário continua se achando a última bolacha do pacote, mas a convivência com Jessica, Murdock e Cage faz com que ele baixe a bola. Enfrentar a maior ameaça de sua vida também dá um choque de humildade no personagem.

Aparentemente, os ataques a Punho de Ferro fizeram a Netflix perceber que não é infalível. Tanto que a série terá mudanças em sua segunda temporada: o criticado Scott Buck foi afastado do posto de showrunner; ele será substituído por Raven Metzner, que já trabalhou em Falling Skies (2011-2015) e Sleepy Hollow (2013-2017).

O elenco também passará por uma grande reformulação: apenas Finn Jones e Jessica Henwick, intérprete de Colleen Wing, estão garantidos nos novos episódios.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

Notícias da TV Recomenda

Vitória - A Vida de uma Rainha

Vitória - A Vida de uma Rainha

Ficha técnica: Drama, Inglaterra, 2016. Criação: Daisy Goodwin. Elenco: Jenna Coleman, Tom Hughes, Peter Bowles, Eve Myles, Rufus Sewell. Disponível no Now.

Sinopse: Monarca mais importante do Reino Unido, a rainha Vitória (Jenna Coleman) é tema de uma série que mostra seu reinado a partir da chegada ao trono, aos 18 anos, e seu relacionamento com o primeiro-ministro Lord Melbourne (Rufus Sewell) e o casamento com o príncipe Albert (Tom Hughes). Suas duas únicas temporadas (até agora) só estão disponíveis em vídeo sob demanda.

Por que assistir: Indicada a dois Emmys e eleita melhor drama no Festival de Monte-Carlo, a produção impressiona pela reconstituição primorosa da era vitoriana, com belos cenários e figurinos. Nos Estados Unidos e na Inglaterra, críticos classificaram a série como a sucessora natural da premiada Downton Abbey (2010-2015). A atriz Jenna Coleman, querida pelos fãs de Doctor Who, brilha na pele da monarca.

Assista agora no NOW

+ Lidas

Bloco de Notas

Direto em streaming

Cress Williams interpreta Raio Negro na nova série: estreia direto na Netflix - Divulgação/The CW Black Lightning, a próxima série de super-heróis da TV de Greg Berlanti, mesmo produtor de Flash e Supergirl, vai chegar ao Brasil direto na Netflix. Os episódios serão lançados semanalmente, a partir de 23 de ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem você quer que ganhe a Dança dos Famosos?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook