SHANNARA CHRONICLES

Game of Thrones adolescente volta com romance lésbico e guerra civil

Fotos: Divulgação/Spike

Lyria (Vanessa Morgan, à esq.) e Eretria (Ivana Baquero) se beijam em Shannara Chronicles - Fotos: Divulgação/Spike

Lyria (Vanessa Morgan, à esq.) e Eretria (Ivana Baquero) se beijam em Shannara Chronicles

LUCIANO GUARALDO, de Nova York - Publicado em 08/11/2017, às 06h01

Sucesso entre o público jovem, a série The Shannara Chronicles estreia sua segunda temporada nesta quarta (8) com um romance entre duas mulheres e a promessa de uma guerra civil que pode ameaçar o mundo todo. Versão teen de Game of Thrones, com batalhas épicas, a produção se passa em um mundo em que humanos dividem espaço com elfos, gnomos, demônios e trolls.

A ladra Eretria (Ivana Baquero), que na primeira temporada disputava as atenções do protagonista Wil (Austin Butler) com a princesa Amberle (Poppy Drayton), se revela bissexual e, logo no primeiro episódio, já vive um relacionamento com Lyria (Vanessa Morgan), uma das novas personagens do segundo ano.

"O que eu achei mais interessante é que não fazem desse romance uma questão ou uma polêmica. Elas estão juntas, se amam e fazem bem uma à outra. A abordagem é a mesma que um casal heterossexual teria", defende Ivana, em declaração ao Notícias da TV durante a New York Comic-Con, evento de cultura pop realizado em outubro.

Já Vanessa confessa que teve medo dos fãs por sua personagem separar um casal querido: "É sempre assustador entrar no elenco de uma produção em andamento. Ainda mais por ser uma série com fãs tão apaixonados, e com tantos torcendo por Wil e Eretria. Achei que ia receber ameaças de morte", conta a atriz, aos risos.

Wil, por sua vez, começa a temporada pouco disposto a pensar em romance: o sacrifício mortal de Amberle para salvar o planeta mexeu com o herói. "É a coisa mais difícil que já aconteceu com ele desde a morte da mãe. Wil prefere mergulhar na escuridão e se isolar do mundo", adianta Austin Butler.

Mas o isolamento não dura muito. Apesar da morte de Amberle no fim da primeira temporada ter prevenido que os demônios invadissem o mundo, novas ameaças surgem.

"No nosso universo, existem várias raças, elfos, gnomos, humanos... E a relação entre elas não é mais tão saudável. Há uma guerra civil começando a surgir e os personagens precisarão se unir para impedi-la", revela o produtor Alfred Gough.

Mareth (Malese Jow) precisa da ajuda de Wil (Austin Butler) para impedir uma guerra na série

Paisagens incríveis
Ao contrário de Game of Thrones ou da saga Senhor dos Anéis, Shannara Chronicles não se passa em outro mundo, como Westeros ou a Terra-Média: a trama acontece no nosso planeta, em um futuro distante e pós-apocalíptico. Assim, os elementos fantásticos da magia e de seres místicos se misturam a cenários bastante reais, como a ponte Golden Gate, em São Francisco.

A série, no entanto, é gravada na Nova Zelândia, locação escolhida por conta de suas paisagens diversificadas, como florestas, montanhas e praias. "São lugares tão lindos que, quando tínhamos folgas nos fins de semana, nem precisávamos passear, porque no trabalho já víamos todas as belezas naturais", lembra Ivana.

"Mas o que eu mais gosto em Shannara é que, apesar das paisagens incríveis e dos efeitos especiais, a série pega o público pelo coração. Os personagens estão nessa situação extraordinária, mas vivem dilemas muito reais", explica Austin.

Baseada nos livros de Terry Brooks, a segunda temporada de Shannara Chronicles estreia nesta quarta, às 21h, no canal Syfy, com a exibição de um episódio duplo.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Crimes na floresta

Ciro Guerra recebe Prêmio Fênix pela direção do filme Abraço da Serpente, de 2015 - Reprodução A Netflix anunciou que fará uma série ambientada na floresta amazônica. Ainda sem nome definido, a produção se passará na fronteira da Colômbia com o Brasil e mostrará um jovem detetive e seu parceiro durante ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Você pretende assistir Apocalipse, nova novela da Record?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook