Recap S08E10

Em luto, The Walking Dead inventa máquina de triturar zumbis em massa

Imagens: Divulgação/AMC

Danai Gurira e Andrew Lincoln no décimo episódio da oitava temporada de Walking Dead - Imagens: Divulgação/AMC

Danai Gurira e Andrew Lincoln no décimo episódio da oitava temporada de Walking Dead

JOÃO DA PAZ - Publicado em 05/03/2018, às 05h27

[Atenção: este texto contém spoilers]

Cortados por um cabo de aço, queimados em uma fogueira, jogado aos ares por um míssil. Ao longo de oito temporadas, The Walking Dead gastou a criatividade para eliminar zumbis. No episódio de ontem (4), encontrou mais uma uma solução original: dezenas de mortos-vivos foram triturados em uma máquina gigante no lixão dominado pela enigmática Jadis (Pollyanna McIntosh).

Esse momento foi um dos pontos altos do capítulo, que endireitou a trama para focar no mais importante: a guerra entre Rick Grimes (Andrew Lincoln) e o vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan).

Ainda em luto pela morte do filho Carl (Chandler Riggs), o xerife enxugou as lágrimas e retomou o plano de juntar o maior número de forças para derrotar o carrasco da vez. Foi novamente ao encontro de Jadis tentar convencê-la a fazer parte da aliança, pois a turma do lixão tem armas e braços para lutar.

Junto com a parceira, Michonne (Danai Gurira), Rick entrou no lixão e se deparou com dezenas de zumbis. Todos ex-soldados de Jadis, assassinados pelos capangas de Negan em um massacre por retaliação.

O casal conseguiu sair ileso. Já Jadis ficou em cima de uma montanha de lixo cercada pelos mortos-vivos. Até que teve a ideia de atraí-los para dentro de um triturador abandonado.

A cena foi bem desenvolvida e causou impacto, pois a guerreira viu seus antigos subordinados e amigos caindo na imensa máquina, que os fez virar um sangrento bagaço humano.

Dezenas de zumbis, todos eles ex-integrantes da turma do lixão, antes de caírem no moedor

Papo franco
Faltam seis episódios para o desfecho da intitulada guerra total, e estava mais o que na hora de Walking Dead recolocar o protagonista e o vilão da história no centro das atenções. Não foi uma conversa olho no olho, mas o papo que Rick e Negan tiveram via walkie-talkie valeu.

O xerife entrou em contato para não só avisar Negan que Carl morreu, mas também deixá-lo ciente de que o garoto escreveu uma cartinha para ele. O pai tomou a liberdade de lê-la e passou o recado. O fim do duelo entre os dois foi um dos pedidos de Carl.

Vingativo e agora ligado no modo "que se dane tudo", Rick reforçou a Negan que não dará ouvidos ao filho e que não descansará até matá-lo. Dito isso, o xerife teve de ouvir um discurso cheio de marra de Negan, que lá pelas tantas culpou Rick pela morte de Carl, pois segundo sua avaliação, ele não estava presente quando o filho mais precisava.

O vilão ainda aproveitou o momento de fragilidade do inimigo e o provocou, dizendo que ele não terá coragem de matá-lo. E ainda por cima lhe pediu para desistir de qualquer confronto. "Você já perdeu", sentenciou. A resposta virá na semana que vem.

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook