Fall Season

De Star Trek a filhote de Big Bang: TV aberta dos EUA lança 38 novas séries

Divulgação/CBS

Sonequa Martin-Green em Star Trek: Discovery (à esq.) e Iain Armitage em Young Sheldon - Divulgação/CBS

Sonequa Martin-Green em Star Trek: Discovery (à esq.) e Iain Armitage em Young Sheldon

JOÃO DA PAZ - Publicado em 22/05/2017, às 05h18

Na última semana, as cinco redes norte-americanas apresentaram o calendário da fall season de 2017, temporada de lançamentos entre setembro e novembro. Entre as 38 novas séries (quatro a menos do que no ano passado, menor quantidade desde 2012), se destacam Young Sheldon, comédia derivada de The Big Bang Theory, e uma nova versão de Star Trek.

Durante a apresentação do trailer de Young Sheldon, o público deu muita risada com as piadas típicas de Big Bang, mas teve de segurar as lágrimas nos momentos mais emotivos. A atração mostra o garoto prodígio Sheldon Cooper, interpretado pelo ator Iain Armitage (Big Little Lies), com toda a sua genialidade, dentro de um lar conservador e cristão no Estado do Texas.

Na rede CBS, Young Sheldon será exibida logo depois de Big Bang e vai se beneficiar da alta audiência da comédia mais vista nos Estados Unidos. A série tem tudo para ser um sucesso, com uma estrela ascendente (Armitage) e uma equipe experiente na produção: Chuck Lorre (Two and a Half Men), Steven Molaro (iCarly) e Jim Parsons, o Sheldon adulto em Big Bang.

Outra série promissora, elogiada pelo visual estonteante, é Star Trek: Discovery. A sétima série ambientada no universo de Jornada nas Estrelas traz como protagonista a atriz Sonequa Martin-Green, a Sasha de Walking Dead.

Nos Estados Unidos, a atração terá seu primeiro episódio exibido na CBS e depois migrará para o serviço de streaming da emissora, o All-Access. É a mesma estratégia usada neste ano com The Good Fight, spin-off da popular The Good Wife (2009-2016).

Mais Shonda
A rainha do drama Shonda Rhimes vem com mais uma série para causar. For the People ganhou o rótulo de How to Get Away with Murder mais madura, por retratar um grupo de jovens advogados em Nova York; como todas as obras de Shonda, vai ter muito sexo e casos polêmicos. A produtora também assina Still Star-Crossed, uma continuação do romance Romeu e Julieta. Ambas as atrações são da ABC.

reprodução/abc

O britânico René-Jean Page é um dos protagonistas de For the People, nova série da Shonda

Conhecida por trazer séries que não temem assuntos controversos (como American Crime e Scandal), a ABC aposta nessa toada novamente, desta vez com uma comédia.

The Mayor mostra um jovem rapper negro que, em busca de visibilidade na mídia, se candidata a prefeito de sua cidade, no Estado da Califórnia. E ele acaba vencendo, embora não tenha a menor ideia de como governar. É outra produção para satirizar e criticar a política norte-americana.

Figuras carimbadas
The Mayor conta com Lea Michele (Glee) no elenco. Ela é uma entre tantas estrelas da TV que estarão de volta. Emily VanCamp (Revenge), por exemplo, viverá uma enfermeira no drama The Resident. O ator Freddie Highmore (Bates Motel) também protagonizará uma série sobre médicos, The Good Doctor, do criador de House (2004-2012).

Eterna Carmela de The Sopranos (1999-2007), Edie Falco viverá uma advogada na nova série da franquia Law & Order, chamada de True Crime (uma cópia de American Crime Story), cuja primeira temporada aborda o caso dos irmãos Menendez.

O ator David Boreanaz (Bones) dará vida a um soldado no drama militar Seal Team. E Lucy Hale (Pretty Little Lies) estará em Life Sentence, história que mistura comédia e drama sobre uma jovem diagnosticada com câncer terminal que aproveita ao máximo o tempo que lhe resta, mas precisa lidar com as consequências de seus atos após se descobrir milagrosamente curada da doença.

Remakes
Como não poderia deixar de ser, as TVs abertas dos Estados Unidos não largam o osso dos remakes e revivals. Após 11 anos e oito temporadas, Will & Grace (1998-2006) retorna na NBC com 12 novos episódios.

Outra comédia que ressurge é Roseanne, da ABC, exibida originalmente entre 1988 e 1997. O novelão Dynasty (1981-1989), sucesso da década de 1980, vai ganhar uma nova roupagem na CW.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Três É Demais

Jodie Sweetin (centro) como Stephanie em Fuller House, reboot de Três É Demais - Divulgação/Netflix A atriz Jodie Sweetin, que viveu a Stephanie na série Três É Demais (1987-1995) e repete a personagem em Fuller House, confessou nunca ter visto um episódio completo da atração em que atuou quando era ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Quem é seu jurado preferido do The Voice?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook
Fechar
Click Click