Recap S07E04

Daenerys chuta o balde e escala dragão para queimar inimigos em Game of Thrones

Reprodução/HBO

A atriz Emilia Clarke no quarto episódio da sétima temporada de Game of Thrones - Reprodução/HBO

A atriz Emilia Clarke no quarto episódio da sétima temporada de Game of Thrones

JOÃO DA PAZ - Publicado em 07/08/2017, às 02h00

[Atenção: este texto contém spoilers]

Inconformada por estar atrás na batalha pelo Trono de Ferro, Daenerys Targaryen (Emilia Clarke) apelou no quarto episódio da sétima temporada de Game of Thrones, exibido ontem (6). A Mãe dos Dragões montou em cima de um dos seus "filhos", Drogon, e partiu para cima do exército dos Lannisters, escudeiros da sua rival Cersei (Lena Headey).

O saldo do encontro: centenas de soldados Lannisters mortos pelos guerreiros Dothraki, fiéis à Daenerys, e pelo fogo cuspido por Drogon. No final da batalha, o bicho saiu ferido, atingido por uma flecha de uma geringonça gigantesca.

Mas, mesmo debilitado, foi por muito pouco que ele não queimou Jaime Lannister (Nikolaj Coster-Waldau), que partiu para cima de Daenerys ao vê-la desguarnecida ao aterrissar, procurando tirar a flecha fincada no dragão. O irmão de Cersei foi salvo por Bronn (Jerome Flynn).

Daenerys tomou a decisão de atacar o exército dos Lannisters após perceber que a estratégia mais inteligente e menos violenta sugerida por Tyrion Lannister (Peter Dinklage) resultou na perda de todos os aliados que ela tinha em Westeros: os Greyjoys, os Tyrells e os Sands de Dorne. Daí, a Nascida da Tormenta resolveu utilizar seus próprios recursos: os numerosos homens Dothraki e seu dragão preferido.

A atitude ousada e devastadora foi um recado claro para Cersei. Se a rainha viúva tem aliados de peso, a Mãe dos Dragões tem peças capazes de causar a mais terrível destruição. Como Cersei não é de levar desaforo para casa e também gosta de agir pensando mais na emoção do que na razão, resta aguardar qual será a resposta da atual detentora do Trono de Ferro.

Ameaça pra valer
Antes disso, Jon Snow (Kit Harington) achou o local onde o vidro de dragão está soterrado em Dragonstone, lar dos Targaryens, terra agora comandada por Daenerys. Antes de começar os trabalhos de extração, o bastardo Stark levou a loira para um tour nas cavernas do local para ela ver de perto não apenas o material capaz de destruir os White Walkers, mas também uma prova do que a história contada a ela sobre os humanoides é verdadeira.

Nas paredes da caverna, estão gravuras feitas pelas Childrens of the Forest, um registro delas e dos First Men, provando que séculos atrás eles estiveram em Dragonstone. Eles lutaram juntos contra os White Walkers na última Longa Noite, inverno tenebroso que está para se repetir.

Ao ver os desenhos, Daenerys se propôs a ajudar Jon Snow em sua batalha, desde que o Rei do Norte se ajoelhe perante ela, reconhendo seu reinado (isso ele ainda não fez).

Reencontro das irmãs
No episódio da semana passada, Bran Stark (Isaac Hempstead Wright) chegou em Winterfell e reencontrou a irmã Sansa (Sophie Turner). A ruiva viu que ele mudou completamente e só quer ser chamado de O Corvo de Três Olhos.

Agora, foi a vez de Arya (Maisie Williams) rever e abraçar Sansa. Para surpresa da comandante provisória de Winterfell, a baixinha deixou a inocência de lado. Em poucos instantes, Sansa descobriu o que o telespectador acompanhou ao longo das temporadas: Arya é uma exímia lutadora, tem sede de vingança e quer matar Cersei.

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Pedofilia em debate

Finn Wolfhard em cena de Stranger Things: ex-agente dele é acusado de assédio - Divulgação/Netflix O ator Finn Wolfhard, o Mike da série Stranger Things, demitiu seu agente, Tyler Grasham, depois que o homem foi acusado de pedofilia e assédio sexual a um cineasta quando este ainda adolescente. Grasham tem ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

Bibi merece redenção em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook