Five Arrows

Criador de Downton Abbey desenvolve série sobre a família mais rica do mundo

Reprodução/YouTube

O roteirista Julian Fellowes fala sobre Downton Abbey em entrevista; vem aí série sobre a família Rothschild  - Reprodução/YouTube

O roteirista Julian Fellowes fala sobre Downton Abbey em entrevista; vem aí série sobre a família Rothschild

REDAÇÃO - Publicado em 16/04/2018, às 15h38

A família mais rica do mundo vai virar série sob a batuta do criador de Downton Abbey (2010-2015). O diretor e roteirista britânico Julian Fellowes está desenvolvendo um drama sobre os Rothschild, a famosa dinastia de banqueiros. A atração ganhou o nome de Five Arrows (Cinco Flechas), referência aos cinco filhos pioneiros do império.

Programada para ir ao ar primeiramente na Europa pelo canal Sky Atlantic, a trama promete contar a saga de uma história de superação: uma família que hoje é riquíssima, mas tem uma origem humilde, nascida nos guetos judaicos de Frankfurt, na Alemanha, em meados do século 18.

Desde o final de Downton Abbey, Fellowes tem escrito peças de teatro e está por trás do drama de época The Gilded Age, da rede norte-americana NBC. A minissérie de dez episódios irá estrear em 2019 e será ambientada na Nova York dos anos 1880.

Drama de superação e luxo
A história dos Rothschild tem muitos dos elementos que transformaram Downton Abbey em um sucesso, como ostentação de riqueza, conflitos familiares e guerras.

O patriarca Mayer Amschel Rothschild foi quem deu o pontapé na ascensão da família, especializado em trocas de mercadorias. A primeira grande guinada ocorreu durante a Revolução Francesa (1789-1799), na qual ele aproveitou para juntar uma fortuna adquirida em negociações com os governos locais.

Logo se tornou muito rico e fez questão de inserir os cinco filhos nesse mundo do câmbio. Estrategicamente, Mayer escolheu quatro deles para ir a cidades-chave da Europa e criar uma relação com os políticos e comerciantes. As escolhidas foram Londres, Paris, Viena, Nápoles. Um dos filhos ficou com o pai em Frankfurt.

Em 1811, foi fundado na capital da Inglaterra o banco Rothschild, instituição financeira espalhada ao redor do planeta. A influência da família é tanta no Reino Unido que um de seus membros, Sir Evelyn de Rothschild, presidente do banco durante 21 anos, foi conselheiro financeiro da rainha Elizabeth. Estima-se que a fortuna de Evelyn, 86 anos, gire em torno dos US$ 20 bilhões (R$ 68,6 bilhões).

Tanto capital foi gasto em propriedades e castelos, o que curiosamente liga o roteirista Julian Fellowes com os Rothschild. O Castelo Highclere, usado como o lar dos protagonistas de Downton Abbey, pertence a herdeiros da filha ilegítima de Alfred de Rothschild, neto do banqueiro fundador da dinastia.

Integrantes do clã Rothschild vivem hoje fora dos holofotes e concentram investimentos no ramo imobiliário e na produção de vinhos. Os produtos da vinícola Château Lafite Rothschild são considerados os melhores do mundo (e os mais caros). Uma garrafa de um vinho tinto de 1959 custa R$ 16 mil.

Leia também

 

 

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook