Roberto Bonfim

'Vou levar pedrada e apanhar na rua', diz o novo Gael do horário nobre da Globo

Fotos: Reprodução/TV Globo

Agenor (Roberto Bonfim) tem raiva de receber ordens de Cacau (Fabiula Nascimento) na trama - Fotos: Reprodução/TV Globo

Agenor (Roberto Bonfim) tem raiva de receber ordens de Cacau (Fabiula Nascimento) na trama

MÁRCIA PEREIRA, no Rio de Janeiro - Publicado em 12/06/2018, às 05h13

As agressões físicas cometidas por Gael (Sergio Guizé) contra Clara (Bianca Bin) condenaram o valentão de O Outro Lado do Paraíso à rejeição do público. Em Segundo Sol, um outro machista surge como candidato a essa vaga. Mesmo sem Agenor levantar a mão contra sua mulher, o ator Roberto Bonfim prevê que seu personagem será igualmente desprezado. "Faço um escroto infeliz. Vou levar pedrada e apanhar no meio da rua", diz. 

O garçom é um homem que maltrata a mulher, Nice (Kelzy Ecard), e uma de suas filhas, Rosa (Letícia Colin), jovem que o enfrenta. Machista, ele odeia a patroa, Cacau (Fabiula Nascimento), por ter de obedecer suas ordens, e se tornará mais agressivo quando descobrir que a herdeira rebelde é prostituta.

"Ele entra em casa e já começa a torturar [verbalmente] a mulher. Ele nunca está contente com nada. Quando o prédio desaba, a filha prostituta vai botar eles num apartamento legal. Mas ele fica reclamando até descobrir que ela é prostituta. Aí, minha filha, sai da frente, que o pior dele será mostrado", adianta Bonfim.

Agenor (Roberto Bonfim) vai virar o bicho ao descobrir que Rosa (Letícia Colin) se prostitui

Aos 73 anos, o veterano afirma que fazer esse personagem é um presente. Frase que todo artista diz no começo de uma novela. "Mas não é clichê, não, eu explico. Fiz muito bandido na minha carreira, mas ultimamente só estava fazendo papéis de bonachão. Então, caiu esse homem negativo, uma prenda, na minha mão", comenta.

O último trabalho do ator foi na novela Império (2014), de Aguinaldo Silva. De lá para cá, ele perdeu mais de 40 quilos. O veterano colocou um balão intragástrico para diminuir a ingestão de alimentos. Ele precisava emagrecer para fazer duas cirurgias no quadril e voltar a se locomover normalmente.

Bonfim não confirma se Agenor é o pai de Karola (Deborah Secco), mas ele tem um segredo do passado que só será revelado quando o garçom reencontrar Laureta (Adriana Esteves). Sua fúria por Rosa ter virado garota de programa também estará ligada a esse passado dele com a cafetina. 

Na sinopse de Segundo Sol, o autor João Emanuel Carneiro prevê que o garçom é o pai da mulher de Beto Falcão (Emilio Dantas), mas não revela quem é a mãe dela. Existe um mistério sobre a origem da relação da perua com Laureta.

Nice (Kelzy Ecard) chorou em sua primeira cena; mulher leva patada do marido por tudo

Retrato da realidade
Apesar de fazer um cara que dá raiva no público, como foi o caso de Gael, Bonfim diz que seu personagem é muito real e está presente em todas as classes sociais da nossa sociedade.

"Tem rico e tem pobre assim. É uma descrição clara de um brasileiro conservador, que vive em outra época e não aceita as mudanças. Um cara que é amargurado, que o trabalho machuca, e ele desconta sua raiva em casa." 

O veterano diz que é um papel fácil de fazer porque Agenor "tem alma", diferentemente dos vários bandidos que interpretou ao longo da carreira. 

"Aprendi que, com vilão, tem que ir fundo no personagem, porque indo fundo você descobre a humanidade dele. Todo mundo tem um lado bom, por mais mau que seja. Já com o Agenor, ele não é um cara mau, ele provém a família, tem caráter, mas tem uma visão antiga que precisa mudar. Discutir essa postura dele ainda é necessário, infelizmente", discursa Bonfim.

Leia também

 

 

Últimas de Segundo Sol

Enquete

Você pretende assistir Lia, minissérie da Record?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook