Manuela Dias

Por novos dramas, Globo encomenda novela das nove para autora de Justiça

Estevam Avelar/TV Globo

Manuela Dias no lançamento da minissérie Ligações Perigosas, exibida no início de 2016 - Estevam Avelar/TV Globo

Manuela Dias no lançamento da minissérie Ligações Perigosas, exibida no início de 2016

DANIEL CASTRO - Publicado em 23/01/2017, às 04h54

Autora da minissérie Justiça, sucesso de crítica e de público em 2016, Manuela Dias, 39 anos, deverá entrar para o seleto clube dos escritores de novelas das nove da Globo. A emissora encomendou a ela uma sinopse para as 21h. Se for aprovada, a obra entrará no ar em 2019, após um folhetim de João Emanuel Carneiro.

Manuela é a maior aposta de um processo inédito de renovação de autores que a Globo vem promovendo. Em 2015, Silvio de Abreu, diretor de teledramaturgia da emissora, deu início a um plano que lançará mais de uma dezena de novos escritores, um número recorde. Além de rejuvenescer um time que está envelhecendo, a ideia é trazer novas ideias, novos dramas para o principal gênero da TV brasileira.

De Manuela, a Globo não espera uma novela tão inovadora quanto Justiça, que intercalava quatro histórias paralelas. Mas ela é a única novata que está "escalada" para escrever uma trama das 21h.

Manuela terá um árduo caminho a percorrer até ver seu nome nos créditos do principal produto do horário nobre. Além de ter aceita a sinopse, um caderno de aproximadamente cem páginas, terá de submeter seus primeiros capítulos à aprovação prévia. Foi nessa etapa do processo, por exemplo, que Licia Manzo viu uma novela das onze virar promessa de minissérie e que o Thelma Guedes e Duca Rachid, já consolidada às 18h, tiveram a estreia na faixa das 21h adiada.

Manuela Dias surgiu como autora solo da Globo no início do ano passado, com a minissérie Ligações Perigosas, mas já tem mais de duas décadas de trabalho na emissora. Trabalhou em séries como Sandy & Júnior (1999-2002) e A Grande Família (2001-2014) e foi colaboradora de Thelma Guedes e Duca Rachid nas novelas Cordel Encantado (2011) e Joia Rara (2013).

Formada em cinema em Cuba, assinou os roteiros dos filmes A Hora e a Vez de Augusto Matraga (2011), Deserto Feliz (2007), Transeunte (2010), O Céu Sobre os Ombros (2011) e A Floresta que se Move (2015).

Além de Manuela Dias, a Globo vai lançar nos próximos meses Claudia Souto (Pega Ladrão, 19h), Amor e Morte (Bia Corrêa do Lago, 18h), Alessandro Marson e Thereza Falcão (Novo Mundo, 18h), Angela Chaves e Alessandra Poggi (Os Dias Eram Assim, 23h) e Paula Amaral (Anos Incríveis, 19h). Já estão no ar Julio Fischer e Suzana Pires, que escrevem Sol Nascente, e Maria Helena Nascimento, autora de Rock Story.

Sobre a política de lançamentos de novos autores, leia Globo encosta veteranos e promove a maior renovação de todos os tempos


► Curta o Notícias da TV no Facebook e fique por dentro de tudo na televisão

► Siga o Notícias da TV no Twitter: @danielkastro

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

 

+ Lidas

Bloco de Notas

Ticiana sem contrato

Ticiana Villas Boas em gravação do reality show Bake Off Brasil no ano passado - Reprodução/SBT A jornalista Ticiana Villas Boas vai ficar sem contrato com o SBT a partir de agosto, após o final do programa Duelo de Mães, que ela apresenta atualmente aos sábados. Sem contrato, a mulher do ... Leia +

Leia todas as notas

Enquete

O que você está achando da abordagem da transexualidade em A Força do Querer?

Redes sociais

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook