Novela das nove

O Outro Lado do Paraíso: Adriana faz cirurgia às pressas para tirar rim com tumor

Reprodução/TV Globo

Adriana (Julia Dalavia) demonstrará coragem diante de diagnóstico de câncer na trama - Reprodução/TV Globo

Adriana (Julia Dalavia) demonstrará coragem diante de diagnóstico de câncer na trama

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 17/02/2018, às 04h59 - Atualizado às 05h49

Adriana (Julia Dalavia) será submetida a uma operação complicada em O Outro Lado do Paraíso. Após fazer uma biópsia, ela descobrirá que tem um tumor maligno no rim esquerdo. O médico recomendará a retirada do órgão com urgência. Mesmo com câncer, a advogada continuará rejeitando a mãe e será arrogante com Nicolau (Alejandro Claveaux). Será o segundo drama médico consecutivo interpretado pela atriz.

O policial vai se apaixonar pela jovem nos próximos capítulos, mas ela não lhe dará chances e insistirá em conquistar Patrick (Thiago Fragoso).

Para piorar, Jô (Bárbara Paz) voltará a Palmas e transformará a sala de espera do hospital em um campo de guerra. A loira, que já estará separada de Henrique (Emílio de Melo), discutirá com Beth (Gloria Pires) e insinuará que Nicolau é um morto de fome quer dar o golpe do baú na enteada.

Os problemas de saúde de Adriana surgirão a partir do dia 27, mas a revelação de que ela tem câncer só será feita no capítulo previsto para 16 de março. "Melhor falar sozinho com seu pai", começará o médico. "Ouça aqui, doutor. Você também, pai. Eu sou maior de idade, formada. Já defendi casos no tribunal. Sou capaz de ouvir uma notícia que não seja favorável. É o que tem a me dizer, não, doutor? Uma notícia que não é tão boa?", protestará Adriana.

"Exames de imagem nem sempre são conclusivos. Inicialmente, o diagnóstico foi um cisto, mas se trata de um tumor", dirá o especialista que cuidará do caso da jovem.

No roteiro entregue à produção, o médico é chamado de Aguiar (o nome do ator não foi divulgado). "Um tumor maligno. Entendam, como médico, procuro sempre dar boas notícias. Eu não quis me precipitar antes de ver os resultados finais", ele falará.

"Era melhor ter falado das suas suspeitas desde o início, doutor", reclamará a jovem. "Nem todos os pacientes são corajosos como você. Alguns preferem a notícia amenizada", justificará ele.

Sem quimioterapia
O especialista explicará que diagnósticos precipitados podem afetar a saúde psicológica de um paciente, mas Adriana baterá no peito e dirá que é corajosa.

"Eu gostaria de dizer que com a quimioterapia tudo seria resolvido. Devido à localização e características infiltrantes do tumor, o rim esquerdo perdeu suas funções. É impossível que volte ao normal. Eu aconselho com veemência a sua retirada. O rim direito está trabalhando sozinho. Se extirparmos o esquerdo é mais seguro, sob todos os aspectos. Inclusive em relação a uma possível metástase", recomendará o profissional.

O médico dirá que muitas pessoas vivem perfeitamente com apenas um rim. "Como se refere a um tumor maligno de comprometimento renal, aconselho uma operação de caráter de urgência", aconselhará Aguiar. "Se é urgente, vamos operar. Amanhã", concordará a advogada.

Desprezo com pretendente
A cirurgia será marcada para o dia seguinte. "Adriana, eu soube que ia ser operada. Teu pai avisou bem cedinho. Cê tá bem?", perguntará Nicolau, que ficará à espera da chegada dela ao hospital. "Por que veio?", indagará a advogada. "Pra te desejar boa sorte", dirá o policial, sem jeito diante da frieza da garota.

Ela receberá também o apoio de Clara (Bianca Bin) e Patrick antes de ser operada. Mostrará, inclusive, que está apaixonada pelo loiro. Depois da cirurgia, o médico falará com os familiares e Henrique ficará muito abalado. "Agora ela tem só um rim. Vamos ver como ele se comporta", dirá Aguiar.

"Há riscos?", perguntará o diplomata. "Sempre há. Se houver algum problema...", soltará o médico, de forma reticente. Henrique vai querer saber mais. "Sempre há riscos. Se entrar em um táxi e perguntar se há riscos, o motorista estará mentindo se disser que não. O carro pode bater. Eu estaria mentindo se dissesse que não há risco", dirá o especialista. 

Patrick tentará acalmar o pai da paciente. "Ele está dizendo que a Adriana corre risco, sim. Mas é melhor não pensar nisso agora", falará o criminalista.

Este será o segundo drama médico consecutivo interpretado por Julia Dalavia. Em Os Dias Eram Assim, ela era Nanda, uma jovem dos anos 1980 que morria de Aids.


Confira cinco reportagens especiais sobre O Outro Lado do Paraíso:

De mimada a 'bicha pão com ovo': os sete mais odiados de O Outro Lado
Clara rejeitada e prisão de pedófilo levaram fãs da novela à loucura
De mocinha sem sexo a pacto com a morte: o fantástico mundo de Walcyr Carrasco
'A primeira tesourada é inesquecível', diz atriz que interpretou vilã da trama
Chega de achincalhar: cinco vezes em que O Outro Lado arrasou

Leia também

 

 

Últimas de O Outro Lado do Paraíso

Enquete

Quem deve ter o pior final em Deus Salve o Rei?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook